MARENOSTRUM ALGARVIO. No sábado, em Santo Estevão, Tavira

Marenostrum algarvio - I

O grupo algarvio Marenostrum regressa à Casa do Povo de Santo Estêvão em Tavira, no próximo dia 9 de março, para apresentar o concerto «Trilogia do Mar», a partir das 22h30. Esta data assinala tambem o 70º aniversario da Casa do Povo de Santo Estêvão.

Será um espetáculo onde os Marenostrum apresentam a sua versão das músicas do mundo, onde o corridinho vai ao baile com a morna ao som dos Balcãs e Médio Oriente, sempre com o mar lusitano e as nossas raízes como pano de fundo.

O concerto celebra a carreira já internacionalmente aplaudida deste coletivo, distinguindo-se não só pela sua formação mas, sobretudo, pela originalidade e multidisciplinaridade da sua música assente nos instrumentos utilizados, numa formação onde convivem lado a lado, além da voz, a guitarra acústica, o bandolim, a bateria, a percussão, o acordeão, o baixo elétrico, os saxofones e as flautas.

A sonoridade dos Marenostrum funde algumas características da música popular portuguesa e em particular do Algarve (corridinho e baile mandado), com influências bem diversas, que vão desde a música árabe do Magreb até às tradições celtas, Klezmer e Africanas como as Mornas e funaná.

«Trilogia do Mar» reveste-se de uma constante de alegria e energia, contaminado o público através de ritmos contagiantes e melodias facilmente assimiláveis, num ambiente único, que traz aos sentidos o cheiro da maresia e a beleza da serra.

«Trilogia do Mar» assinala 15 anos de concertos dos Marenostrum, que aqui revistam “Estoy em Santa” de 2001, “Almadrava” de 2005 e “Arraia Miúda” de 2009, e também apresenta novos temas do próximo álbum.

Os Marenostrum, banda fundada em 94, no Sotavento algarvio, região de Tavira, são José Francisco Vieira – Guitarra, Bandolim / Voz; João Vieira – Bateria; João Frade – Acordeão; Paulo Machado – Baixo; Paulo Temeroso -Saxofones / Flautas.

Os Marenostrum já atuaram por todo o país e além-fronteiras, destacando-se o I Concurso de Música Folk “Arribas Folk” de Sendim, Miranda do Douro (2003), em que foram vencedores, o IV Festival Intercéltico de Sendim (2004) e o Festival Med de Loulé (2006), com a Orquestre National des Barbes.

Já estiveram ainda no Festival de Jazz de Linchopin na Suécia, também no Sodrateatern Estocolmo, Palladium em Malmo e Katalin, em Upsala, em Diu, a convite da Fundação do Oriente, o Mercat de Musica Viva de Vic, na Catalunha, tendo também vencido o VI Concurso de Música Folk Cuatro de Los Vales em Navelgas, Astúrias, e feito atuações importantes na Galiza, Andaluzia e várias salas em Madrid, bem como vários concertos no México no festival Ollinkan.

Obrigado a Sulinformação

«Marenostrum» regressam à Casa do Povo de Santo Estêvão em Tavira

Leave a Reply