Pentacórdio para Domingo 24 de Março

por Rui Oliveira

 

 

 

pedro freitas branco

   Neste Domingo, 24 de Março, não muito abundante em focos de interesse cultural, o “Concerto da Primavera”, transmitido como Concerto Antena 2, que o Centro Cultural de Belém organiza no seu Grande Auditório, às 17h (a preços económicos), em termos de «Pedro de Freitas Branco – uma evocação», é devedor de merecido destaque.Tewinkel

raquel-camarinha-w-ogrodach-muzycznych - Copy - Copy   Efectivamente (diz a nota do CCB) “… a 24 de março de 1963, há precisamente 50 anos, morreu Pedro de Freitas Branco. Neste concerto é evocada a memória desta referência da música nacional, fundador da extinta Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional e um dos primeiros maestros portugueses com carreira internacional. Para o efeito, a Orquestra Sinfónica Metropolitana interpreta um programa que se desenvolve em torno de imaginários sonoros «paradisíacos» … E porque de grandes maestros vive este concerto, depois do intervalo ouve-se 4.ª Sinfonia de Mahler. A soprano Raquel Camarinha canta «A vida celestial» que a encerra, no último andamento”.

   No palco estará a Orquestra Sinfónica Metropolitana, dirigida pelo maestro alemão Sebastian Tewinkel, que na última peça terá a intervenção da soprano Raquel Camarinha.

   O programa compõe-se de :

 

        Francisco de Lacerda  Almourol

        Frederick Delius  The Walk to the Paradise Garden

        Luís de Freitas Branco  Paraísos artificiais

        Gustav Mahler  Sinfonia n.º 4

 

   Volta a não haver registo destas obras pelos instrumentistas do concerto mas, em abono da divulgação da música portuguesa de qualidade, deixamos-lhe duas gravações (pouco conhecidas) de peças de compositores nacionais incluidas no programa.

  Uma é a interpretação de “Almourol” do compositor açoreano Francisco de Lacerda (1869 – 1934) que, tendo tido uma permanência no estrangeiro prolongada (estudou no Conservatório de Paris  e na Schola Cantorum com Vincent d’Indy, conviveu com desde Eça de Queiroz a Erik Satie, Romain Rolland, Manuel de Falla ou Isaac Albéniz, dirigiu concertos no Casino de La Baule, trabalhou com a Companhia de Dança de Diaghilev), voltou a Lisboa onde interveio no grupo Pró-Arte e fundou a efémera Filarmónica de Lisboa :

   

   Outra é a interpretação de “Paraísos Artificiais”, poema sinfónico de Luís de Freitas Branco (compositor irmão do homenageado), baseado na obra do ensaista inglês Thomas Quincey “Confessions of an English Opium Eater” :

[quem pretenda ouvir outra obra do programa, também de divulgação escassa, “The Walk to the Paradise Garden” do inglês Frederick Delius pela National Orchestra of Wales (dirigida por Tadaaki Otaka) no Royal Albert Hall em 31 de Julho de 2012, por favor clique aqui http://youtu.be/AuDh36azgnU ]

 

 

F1DMPoesia 

   É ainda o Centro Cultural de Belém que, pelo sexto ano consecutivo e numa iniciativa conjunta com o Plano Nacional da Leitura (Ministério da Educação e Ciência e Secretaria de Estado da Cultura), comemora neste Domingo, dia 24 de Março, o Dia Mundial da Poesia.

   Há um programa intenso, ao longo do dia, que se inicia a partir das 14h com a Feira do Livro de Poesia, cujo pormenor pode ser consultado em http://www.ccb.pt/sites/ccb/pt-PT/Programacao/Literatura/Documents/Desd.%20DMP%202013.v8.pdf .

caligramas-3   Em diversas zonas do CCB (Centro de Reuniões, Pequeno e Grande Auditórios) a poesia portuguesa é dita por poetas, actores e personalidades, vide a Sala Luís de Freitas Branco onde em De viva voz, das 15h às 18h30, declamarão desde Ana Luísa Amaral, António Carlos Cortez, Daniel Jonas, Jaime Rocha, Jorge Vaz de Carvalho, José Mário Silva a Manuel Alegre, Margarida Ferra, Margarida Vale de Gato, Maria Teresa Horta, Nuno Júdice, entre outros.

Ruy Belo   Existe ainda o indispensável espaço para os espontâneos, Diga lá um Poema e um conjunto de Oficinas e Actividades que a Fábrica das Artes organiza para todas as idades, bem como o espectáculo O Galo Gordo.

   Este ano, a Maratona da Leitura na Sala Fernando Pessoa, das 15h15 às 18h30, é dedicada a Ruy Belo (na foto), assim como a Exposição/Projecção Documental – Ruy Belo, espelho de poemas – que estará patente na Galeria CCB.

   Este ano haverá novamente um espaço dedicado à Poesia Latino-Americana, organizado em colaboração com a Casa da América Latina, onde a convidada homenageada em 2013 é a poetisa uruguaia Martha Canfield. O programa prevê leituras por latino-americanos residentes em Portugal e a apresentação da antologia “Os versos do navegante”, de Álvaro Mutis, entre outras actividades.

 

 

coro educ(ant)are

   Ainda no Domingo, 24 de Março, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz há, às 17h com entrada livre, um Concerto Coral -Festa do Domingo de Ramos dado pelo coro do Ministério da Educação e Ciência criado em 1983 “Educ(ant)are, dirigido pelo maestro Victor Roque Amaro desde 1993. A acompanhá-lo estará Mário Trila, no cravo.

   O programa está ainda por anunciar.

 

 

 

   Por último, ainda na música, no Espaço Brasil (Lx Factory – Rua Rodrigues de Faria, nº 103) termina a nova iniciativa, a Semana Novas Tendências da MPB que, no primeiro dia, levou ao palco, como noticiámos, o cantor Kassin.

flyer-Novas-Tendencias   Em seguida, e estas são NOTÍCIAS EM ATRASO, no dia de HOJE (Sexta-feira, 22) e amanhã (Sábado, 23 de Março), estarão no palco, ambas às 22h30, as cantoras Tulipa Ruiz e Ana Cañas.

 

   Tulipa Ruiz é uma ilustradora, compositora e cantora paulista que só tarde chegou ao mundo da participação em shows com temas próprios, continuando ligada ao desenho infantil.

   Do seu 2º e último álbum “Tudo Tanto” o leitor pode ouvir aqui o conteúdo integral  http://youtu.be/xvplNkXc-qM  mas também (agradecendo ao YouTube ou à editora Vagalume) do seu primeiro CD “Efémera” o “recheio” integral em  http://youtu.be/FHpp2S1D_Do .

 

   Quanto a Ana Cañas, é outra cantora paulista, mais envolvida nas produções televisivas, musicando shows e telenovelas de êxito. Obteve sucesso em três álbuns, de que o último “Volta”, de 2012, tem como tema que lhe dá título este : http://youtu.be/CfrKurPuW1k

 

   Finalmente, no Domingo, 24 de Março, encerra esta dita Semana Novas Tendências da MPB, às 18h, Filipe Catto, um jovem contratenor de Porto Alegra, mas também letrista e compositor, que, vindo do rock’roll, toca agora desde o tango e samba às novas correntes da MPB.

   Editou em 2011 o primeiro CD “Fôlego” com muito êxito, de que dizem o tema “Adoração” o mais ouvido, como o leitor pode fazer aqui :  http://youtu.be/wZLfyoshMH0

 

   Despedimo-nos deixando-vos a escutar, destes três cantores, o sucesso mais reconhecido a Tulipa Ruiz no tema do seu primeiro disco “Efémera” :

 

 

 

(para as razões desta nova forma de Agenda ler aqui ; consultar a agenda de Sexta aqui)

 

 

 

 

1 Comment

Leave a Reply