NOVO LIVRO DE ANA LUÍSA AMARAL – por Clara Castilho

livro&livros1

Escuro “ é o novo livro de poesia de Ana Luísa Amaral, publicado pela Assírio & Alvim.No dia 20 de Maio, pelas 18H 30M, na Livraria Barata, Eduardo Lourenço falará sobre ele. A autora e o actor Pedro Lamares lerão alguns poemas.

 10294523_275234565988785_7100005394989171352_n

O livro é apresentado com a seguinte Sinopse: «Neste livro, Ana Luísa Amaral reflecte sobre a literatura e sobre as inquietações do nosso tempo e do nosso quotidiano. Surge aqui, com grande fulgor, um diálogo polifónico com Fernando Pessoa e o seu drama em gente. Porque «O lume que as sustenta, / a estas vozes, / é mais de dentro, e eu não o sei dizer».

ANA LUISA AMARALANA LUÍSA AMARAL é professora associada na Faculdade de Letras do Porto. Tem um doutoramento sobre a poesia de Emily Dickinson. As suas áreas de investigação são Poéticas Comparadas, Estudos Feministas e Teoria Queer. É autora, com Ana Gabriela Macedo, do Dicionário de Crítica Feminista (Afrontamento, 2005) e coordenou a edição anotada de Novas Cartas Portuguesas (Dom Quixote, 2010). Coordena neste momento o projecto internacional financiado pela FCT Novas Cartas Portuguesas 40 anos depois, que envolve 13 equipas internacionais e mais de 15 países. Tem em preparação dois livros de ensaios. Os seus livros de poesia estão editados em vários países como França, Brasil, Suécia, Holanda, Venezuela, Itália, Colômbia e brevemente no México e na Alemanha. Os seus livros infantis estão editados em França e na Colômbia. Em 2014 sairá no Reino Unido um livro de ensaios sobre a sua obra.Em torno dos seus livros de poesia e infantis foram levados à cena espectáculos de teatro e leituras encenadas (como O olhar diagonal das coisas, A história da Aranha Leopoldina, Próspero morreu ou Amor aos Pedaços).Em 2007 teve o Prémio Literário Casino da Póvoa/Correntes d’Escritas, com o livro A Génese do Amor, também seleccionado para o Prémio Portugal Telecom. No mesmo ano, foi galardoada em Itália com o Prémio de Poesia Giuseppe Acerbi. O seu livro Entre Dois Rios e Outras Noites, obteve, em 2008, o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores e, em 2012, o seu livro Vozes obteve o Prémio de Poesia António Gedeão.

 

 

 

Leave a Reply