CASA DA ACHADA – OFICINA de DESENHO, JOHN BERGER, CINEMA com COMMENT ÇA VA e ENTREVISTA A ROBERT KRAMER, MULHERES DA OPOSIÇÃO

Microsoft Word - 21 -23 JUN MD pintura abstracta_Painel 1

 

A SPIM – Sociedade Portuguesa de Investigação em Música organiza mais uma sessão, na Casa da Achada, do seu ciclo «Diálogos In Música»: «Mulheres da oposição – Elites culturais e artísticas em torno de Francine Benoît» com Helena Lopes Braga.

Fala-se frequentemente na oposição de elites enquanto alargado leque heterogéneo de nomes, essencialmente de homens, que se assumiram antifascistas. Mas não houve mulheres nestes círculos ou com eles relacionadas? Quem foram e o que sabemos sobre elas?
Partindo de Francine Benoît (1896-1990), compositora e musicógrafa, enquanto elo de ligação entre mulheres activas na oposição, vamos saber de mulheres ligadas, por exemplo, ao Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas, Associação Feminina Portuguesa para a Paz e M.U.D.
Além de Francine Benoît, Irene Lisboa, Arminda Correia, Maria Palmira Tito de Morais, Maria da Graça Amado da Cunha, Maria Letícia Clemente da Silva, Maria Vitória Quintas, são apenas algumas de quem falaremos. Em comum, a ligação às artes, mas também o combate diário pela resistência, pela subsistência até, e, tão ou mais importante, as pequenas histórias de que é feita a vida.

Nos domingos de Junho vamos trabalhar, de muitas maneiras diferentes, à volta da pintura de Mário Dionísio.

Nesta sessão vamos fazer desenhos com Marta Caldas.

E no último domingo…
29 JunhoFotografias com Youri Paiva

18h30 – Continuação da leitura comentada, com projecção de imagens, de textos de John Berger sobre a pintura de Gauguin. Quem lê é Manuela Torres.

21h30 – Cinema com Comment ça va (1978, 78 min.) de Jean-Luc Godard, seguido de Entrevista a Robert Kramer (1998, 34 min.) de Sérgio Tréfaut, que apresenta o filme.

HÁ TAMBÉM MAIS COISAS PARA VER E LER DURANTE O HORÁRIO DE ABERTURA (2ª, 5ª e 6ª das 15h às 20h, sábados e domingos das 11h às 18h):

  • EXPOSIÇÃO «MÁRIO DIONÍSIO – PINTURA A PARTIR DE 1974»
    Exposição, até ao dia 22 de Setembro, de dezenas de obras de Mário Dionísio que mostra o seu percurso como pintor abstracto, entre 1974 e 1993.

  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA

    A Biblioteca da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc…

    A Mediateca da Achada está em fase de catalogação. Para já, começam por estar disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.

    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.

    E agora vamos ter pólos da Biblioteca aqui no bairro. Já podem visitar e ler livros no pólo do restaurante Alcaide, na Rua de São Cristóvão, e no pólo do Posto de Atendimento de São Nicolau da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, na Rua da Prata.

  • LIVROS LIVRES

    No terreno em frente à Casa da Achada, desde que não chova, é só entrar, escolher, sentar-se um pedacinho ou a tarde inteira a folhear ou a ler. Para continuar, levar o livro começado ou a começar, e era bem bom deixar outro para o próximo que vier. Hoje mesmo ou amanhã.

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).

    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças e nas quintas-feiras às 21h. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER AJUDAR A CASA DA ACHADA:

Leave a Reply