LEME, poema de Rachel Gutiérrez

 

Ilustração – quadro de Dorindo Carvalho

Leme

A espuma rasga suas rendas

sobe a névoa da noite

passam pernas que correm

braços, passos ritmados

– cegos olhares

só as asas de pombos frenéticos

aplaudem o sol.

 

 

Leave a Reply