Posts Tagged: dorindo carvalho

Les receptes culinàries de Joana Lliensa

    RECEPTA DE NADAL: CAPÓ FARCIT El capó és un pollastre gros de camp destinat exclussivament a l’engreix. Si no s’en trova es pot fer amb pollastre de pagés criat a la Natura. 1 capó – 150 gr. de

Les receptes culinàries de Joana Lliensa

    RECEPTA DE NADAL: CAPÓ FARCIT El capó és un pollastre gros de camp destinat exclussivament a l’engreix. Si no s’en trova es pot fer amb pollastre de pagés criat a la Natura. 1 capó – 150 gr. de

CASA DA CERCA – CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA – EXPOSIÇÃO “140 ANOS DE ILUSTRAÇÃO PORTUGUESA – A LUTA CONTINUA!”

Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea Rua da Cerca 2800-050 Almada Tel. 21 272 49 50 E-mail: casadacerca@cma.m-almada.pt

CASA DA CERCA – CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA – EXPOSIÇÃO “140 ANOS DE ILUSTRAÇÃO PORTUGUESA – A LUTA CONTINUA!”

Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea Rua da Cerca 2800-050 Almada Tel. 21 272 49 50 E-mail: casadacerca@cma.m-almada.pt

CÂMARA MUNICIPAL DA AMADORA – EXPOSIÇÃO na GALERIA MUNICIPAL ARTUR BUAL – HOMENAGEM INFORMAL AO PINTOR DORINDO CARVALHO – a partir de 1 de SETEMBRO de 2018 – BIOGRAFIA ANEXA – CONVITE DE PARTICIPAÇÃO

  *** BIOGRAFIA DE DORINDO CARVALHO   Biografia Dorindo Carvalho nasceu em Lisboa a 30 de Setembro de 1937. Em1952/58, trabalhou em fotografia e cursou a Escola de Artes Decorativas António Arroio. Em1958/60, cumpriu o serviço militar e de1961/63 foi mobilizado

CÂMARA MUNICIPAL DA AMADORA – EXPOSIÇÃO na GALERIA MUNICIPAL ARTUR BUAL – HOMENAGEM INFORMAL AO PINTOR DORINDO CARVALHO – a partir de 1 de SETEMBRO de 2018 – BIOGRAFIA ANEXA – CONVITE DE PARTICIPAÇÃO

  *** BIOGRAFIA DE DORINDO CARVALHO   Biografia Dorindo Carvalho nasceu em Lisboa a 30 de Setembro de 1937. Em1952/58, trabalhou em fotografia e cursou a Escola de Artes Decorativas António Arroio. Em1958/60, cumpriu o serviço militar e de1961/63 foi mobilizado

PRIMEIRO DE MAIO – “Requiem” – por Carlos Loures

Publicado originalmente em A Viagem dos Argonautas:
O monstro agoniza, o hálito apodrece,roubando à  primavera o claro rosto,a carne canceriza e a mão estremece,mas mata, mata sempre o seu punhal,pois quer como sudário o próprio mundo.Moribundo o chacal, com o grito…

PRIMEIRO DE MAIO – “Requiem” – por Carlos Loures

Publicado originalmente em A Viagem dos Argonautas:
O monstro agoniza, o hálito apodrece,roubando à  primavera o claro rosto,a carne canceriza e a mão estremece,mas mata, mata sempre o seu punhal,pois quer como sudário o próprio mundo.Moribundo o chacal, com o grito…