RECITAL DE PIANO, A 9 DE SETEMBRO, NO PALÁCIO FOZ

Nesse dia poder-se-á ouvir, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz, com entrada livre, às 18 horas, um recital de piano Miriam Grosman, com entrada livre, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz

A pianista desenvolveu os seus estudos no Rio de Janeiro, onde obteve vários prémios em concursos de piano. É Doutora em Artes Musicais (DMA), título concedido pela Catholic University of América, em Washington DC, onde foi orientada pelo Professor Doutor Thomas Mastroianni. Graduada pela Escola de Música da UFRJ, é também Mestre em Música pela mesma Instituição. Professora da UFRJ, integra os quadros dos Cursos de Graduação e Pós-Graduação como professora de Piano e orientadora de dissertações de Mestrado.

 Miriam Grosman

Recebe convites para master classes, oferecendo, ainda, cursos de extensão e seminários voltados para aspetos didáticos, estilísticos e interpretativos, como Aprendizagem e Memorização, Desenvolvimento do Pianismo,  Chopin – obra e estilo, Beethoven – estilo e interpretação. Muitos dos seus alunos destacaram-se em concursos nacionais de relevância, alguns deles actualmente em programas de pós-graduação no exterior.

É autora de diversos artigos publicados em revistas especializadas de circulação nacional brasileira como Liszt e a Técnica Pianística, O Pianismo no Brasil, Ginastera e Música de Câmera com Piano e A Importância do Trabalho Mental. Apresenta regularmente trabalhos em colóquios internos de Pós-Graduação, com ênfase em aspectos didácticos como Técnica Pianística,  Medo de Palco e a Importância do Ritmo.

Paralelamente à docência, desenvolve atividade artística relevante como solista e camerista, tendo-se já apresentado em salas de Concerto  no Brasil, em Portugal, em Espanha, na Áustria e nos Estados Unidos. Integra o Trio Francisco Mignone com o violoncelista Ricardo Santoro e o flautista Afonso de Oliveira, com gravações que incluem os dois trios inéditos do compositor para esta formação.

Os comentários da crítica especializada foram excelentes, incluindo a Revista Diapason que avaliou o CD com a cotação de 5 Diapasons. Sobre a interpretação dos Seis Estudos Transcendentais, Carlos Dantas declara que “a pianista Miriam Grosman dá -nos uma versão que prima pela dinâmica filigranada, pela conduta técnica dominada  senhorilmente. Performance nota 10” (Tribuna da Imprensa, 3 de maio de 2006). Em setembro de 2009 foi lançado um novo CD com obras para piano solo de compositores estrangeiros e brasileiros. Exerceu a chefia do Departamento de Teclado e Percussão durante cinco anos e atualmente é Coordenadora dos Cursos de Extensão da Escola de Música da UFRJ.

 

Leave a Reply