DEMIÁN FLORES, UM DOS ARTISTAS DAS EXPOSIÇÃO “ARTISTAS COMPROMETIDOS? TALVEZ” por Clara Castilho

Já aqui falámos da exposição patente na Fundação Gulbenkian que acabou ontem,”Artistas Comprometidos? Talvez”. Está Integrada no programa de Cultura Contemporânea, Futuro Próximo, dedicado à investigação e criação na Europa, em África, na América Latina e Caraíbas. Iremos falar de alguns dos artistas que a compõem.

Falemos, hoje, de Demián Flores.

 damian flores

É um artista mexicano, nascido em Oaxaca, em 1971, no México.Utiliza variados meios de arte. Através de pintura, serigrafia e outras técnicas, traz-nos as imagens da sua infância, relacionando-as com as da Cidade do México Moderna. Outra vertente é misturar imagens da cultura pop com as tradições culturais.

 Ainda em criança, a sua fascinação pelas imagens levavam-no a estar desenhando várias horas por dia. Formou-se na Escola Nacional de Artes Plásticas e tem feito trabalhos e residências na Europa e nos Estados Unidos.

Associou-se em 2006 à Oaxaca Protests, organização que recebia ajuda de fundação Alfredo Harp Helú, para propagar a arte e programas educacionais. Colaborou com muitas publicações.

 Em 2008, Flores criou uma nova organização “Taller Gráfica Actual”, na mesma cidade, com o objectivo de servir como um espaço experimental de formas tradicionais, como a litografia, a gravação e a serigrafia, mas com desenhos contemporâneos.

 A sua presença em exposições é vasta, assim como os prémios que tem ganho. As suas pinturas têm tal qualidade que parecem sonhos e são misturas do passado com o presente, com guerreiros pré-hispânicos, figuras de fertilidade feminina, pirâmides,

 

Leave a Reply