Posts Tagged: méxico

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 4. Trump é ultrapassado pelo seu muro da fronteira mexicana

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4. Trump é ultrapassado pelo seu muro da fronteira mexicana Por Conselho editorial do , em 27 de janeiro de 2019 Tendo perdido a batalha do encerramento do governo, o presidente dos

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 4. Trump é ultrapassado pelo seu muro da fronteira mexicana

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 4. Trump é ultrapassado pelo seu muro da fronteira mexicana Por Conselho editorial do , em 27 de janeiro de 2019 Tendo perdido a batalha do encerramento do governo, o presidente dos

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (2/2). Por Júlio Marques Mota

2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (2/2) Por Júlio Marques Mota Coimbra, 27 de janeiro de 2019 (continuação) Este foi o caminho que

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (2/2). Por Júlio Marques Mota

2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (2/2) Por Júlio Marques Mota Coimbra, 27 de janeiro de 2019 (continuação) Este foi o caminho que

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (1/2). Por Júlio Marques Mota

€ 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (1/2) Por Júlio Marques Mota Coimbra, 27 de janeiro de 2019 Um antigo professor meu, face

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (1/2). Por Júlio Marques Mota

€ 2. São os Russos os culpados pela eleição do monstro político Donald Trump? Comentário a propósito da introdução ao texto Tijolos no Muro (1/2) Por Júlio Marques Mota Coimbra, 27 de janeiro de 2019 Um antigo professor meu, face

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 1. Tijolos no Muro (2/2), por Greg Grandin

1. Tijolos no Muro (2/2) Como se não deve construir um “Grande, Grande Muro” A história da fortificação de fronteiras ao longo do tempo.  Por Greg Grandin, Publicado por em 13 de janeiro de 2019 (continuação) 1973-1977: Os Estados Unidos

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 1. Tijolos no Muro (2/2), por Greg Grandin

1. Tijolos no Muro (2/2) Como se não deve construir um “Grande, Grande Muro” A história da fortificação de fronteiras ao longo do tempo.  Por Greg Grandin, Publicado por em 13 de janeiro de 2019 (continuação) 1973-1977: Os Estados Unidos

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 1. Tijolos no Muro (1/2), por Greg Grandin. Introdução de Júlio Marques Mota

A Administração americana está paralisada , por causa de Um Muro, a conhecida situação apelidada de Shutdown, o mais prolongado de toda a história dos Estados Unidos. Mas será, de facto, por causa do muro que separa a fronteira do

O Muro Estados Unidos–México: mostre-me um muro de cinquenta pés e eu mostrar-lhe-ei uma escada de cinquenta e um pés – 1. Tijolos no Muro (1/2), por Greg Grandin. Introdução de Júlio Marques Mota

A Administração americana está paralisada , por causa de Um Muro, a conhecida situação apelidada de Shutdown, o mais prolongado de toda a história dos Estados Unidos. Mas será, de facto, por causa do muro que separa a fronteira do

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 9. Impacto positivo do México sobre o saldo comercial dos EUA. Por Michael Pettis

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 9. Impacto positivo do México sobre o saldo comercial dos EUA  Por Michael Pettis Publicado por  em 3 de abril de 2017 Contrariamente ao que se pode a princípio esperar, o papel do

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 9. Impacto positivo do México sobre o saldo comercial dos EUA. Por Michael Pettis

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 9. Impacto positivo do México sobre o saldo comercial dos EUA  Por Michael Pettis Publicado por  em 3 de abril de 2017 Contrariamente ao que se pode a princípio esperar, o papel do

CORREIO DA CIDADANIA – CAOS: CATARSE DO SISTEMA NO MÉXICO, por JUAN DANELL SÁNCHEZ – tradução de Gabriel Brito

  Obrigado a Juan Danell Sánchez, Gabriel Brito, América Latina em Movimiento e ao Correio da Cidadania Juan Danell Sánchez, Caos: catarsis del sistema en México ALAI, América Latina en Movimiento, 9 de Outubro de 2014 Na história, como na política,

CORREIO DA CIDADANIA – CAOS: CATARSE DO SISTEMA NO MÉXICO, por JUAN DANELL SÁNCHEZ – tradução de Gabriel Brito

  Obrigado a Juan Danell Sánchez, Gabriel Brito, América Latina em Movimiento e ao Correio da Cidadania Juan Danell Sánchez, Caos: catarsis del sistema en México ALAI, América Latina en Movimiento, 9 de Outubro de 2014 Na história, como na política,

DEMIÁN FLORES, UM DOS ARTISTAS DAS EXPOSIÇÃO “ARTISTAS COMPROMETIDOS? TALVEZ” por Clara Castilho

Já aqui falámos da exposição patente na Fundação Gulbenkian que acabou ontem,”Artistas Comprometidos? Talvez”. Está Integrada no programa de Cultura Contemporânea, Futuro Próximo, dedicado à investigação e criação na Europa, em África, na América Latina e Caraíbas. Iremos falar de

DEMIÁN FLORES, UM DOS ARTISTAS DAS EXPOSIÇÃO “ARTISTAS COMPROMETIDOS? TALVEZ” por Clara Castilho

Já aqui falámos da exposição patente na Fundação Gulbenkian que acabou ontem,”Artistas Comprometidos? Talvez”. Está Integrada no programa de Cultura Contemporânea, Futuro Próximo, dedicado à investigação e criação na Europa, em África, na América Latina e Caraíbas. Iremos falar de

LOS INDÍGENAS MEXICANOS QUE LE GANARON UNA BATALLA AL GIGANTE MONSANTO – por JUAN CARLOS PÉREZ SALAZAR

Obrigado ao Camilo Joseph, Juan Carlos Pérez Salazar e BBC MUNDO Los indígenas mexicanos que le ganaron una batalla al gigante Monsanto   Juan Carlos Pérez Salazar,  BBC Mundo, Ciudad de México  Quinta-feira, 31 de julio de 2014 Parte II (conclusão)

LOS INDÍGENAS MEXICANOS QUE LE GANARON UNA BATALLA AL GIGANTE MONSANTO – por JUAN CARLOS PÉREZ SALAZAR

Obrigado ao Camilo Joseph, Juan Carlos Pérez Salazar e BBC MUNDO Los indígenas mexicanos que le ganaron una batalla al gigante Monsanto   Juan Carlos Pérez Salazar,  BBC Mundo, Ciudad de México  Quinta-feira, 31 de julio de 2014 Parte II (conclusão)

LOS INDÍGENAS MEXICANOS QUE LE GANARON UNA BATALLA AL GIGANTE MONSANTO – por JUAN CARLOS PÉREZ SALAZR

Obrigado ao Camilo Joseph, Juan Carlos Pérez Salazar e BBC MUNDO Los indígenas mexicanos que le ganaron una batalla al gigante Monsanto   Juan Carlos Pérez Salazar,  BBC Mundo, Ciudad de México  Quinta-feira, 31 de julio de 2014 Parte I La

LOS INDÍGENAS MEXICANOS QUE LE GANARON UNA BATALLA AL GIGANTE MONSANTO – por JUAN CARLOS PÉREZ SALAZR

Obrigado ao Camilo Joseph, Juan Carlos Pérez Salazar e BBC MUNDO Los indígenas mexicanos que le ganaron una batalla al gigante Monsanto   Juan Carlos Pérez Salazar,  BBC Mundo, Ciudad de México  Quinta-feira, 31 de julio de 2014 Parte I La

PALÁCIO FOZ – ENSEMBLE DITIRAMBO – RECITAL – AMANHÃ, às 19 horas, na SALA DOS ESPELHOS.

O Ensamble Ditirambo está ligado à Universidade  Autónoma do Estado do México e nasceu de um projecto independente que visa a execução de música antiga de diferentes países e períodos históricos. Estão em Portugal a fazer uma digressão de 10

PALÁCIO FOZ – ENSEMBLE DITIRAMBO – RECITAL – AMANHÃ, às 19 horas, na SALA DOS ESPELHOS.

O Ensamble Ditirambo está ligado à Universidade  Autónoma do Estado do México e nasceu de um projecto independente que visa a execução de música antiga de diferentes países e períodos históricos. Estão em Portugal a fazer uma digressão de 10

MPL – SOLIDARIEDADE AOS COMPANHEIROS DO MÉXICO CONTRA A REPRESSÃO

  A escalada de repressão que vivemos aqui no Brasil não se restringe ao nosso país. A tônica é a mesma no México, onde companheiros denunciam a prisão arbitrária de jornalistas de meios independentes. A nota abaixo nos foi enviada

MPL – SOLIDARIEDADE AOS COMPANHEIROS DO MÉXICO CONTRA A REPRESSÃO

  A escalada de repressão que vivemos aqui no Brasil não se restringe ao nosso país. A tônica é a mesma no México, onde companheiros denunciam a prisão arbitrária de jornalistas de meios independentes. A nota abaixo nos foi enviada

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – México

Recordamos hoje um cantor/compositor que embora não tenha alcançado grande sucesso, esteve sempre na vanguarda do movimento “blues” inglês na década de 60. John Baldry nasceu em Londres no ano de 1941. O nome artístico que adoptou “Long John Baldry”

“as nossas músicas” – Lídia e Luís Rocha – México

Recordamos hoje um cantor/compositor que embora não tenha alcançado grande sucesso, esteve sempre na vanguarda do movimento “blues” inglês na década de 60. John Baldry nasceu em Londres no ano de 1941. O nome artístico que adoptou “Long John Baldry”

“No silêncio da noite…” por Lídia Rocha – As the sun rises

“As the sun rises” melodia interpretada pelo compositor e pianista mexicano Ernesto Cortazar.

“No silêncio da noite…” por Lídia Rocha – As the sun rises

“As the sun rises” melodia interpretada pelo compositor e pianista mexicano Ernesto Cortazar.