EXPOSIÇÃO “OS SERES IMAGINÁRIOS”, DE GONZALO BÉNARD, EM CASCAIS por Clara Castilho

No Centro Cultural de Cascais, de 31 de Julho a 19 de Outubro, com visitas de 3ª feira a domingo, das 10:00 às 18:00 e entrada gratuita, está patente a Exposição “Os Seres Imaginários”, de Gonzalo Bénard.

gbenard-beast2ass

No site do Centro, recebemos a seguinte informação:

 “A exposição OS SERES IMAGINÁRIOS mostra trabalhos fotográficos pertencentes essencialmente a três séries distintas que se complementam e interpelam:

– “Animais”, realizada propositadamente para esta exposição, com fotografias trabalhadas com tinta da china, e livremente inspirada no “Livro dos Seres Imaginários” de Jorge Luis Borges e Margarida Guerrero, publicado inicialmente em 1957 com o título “Manual de Zoologia Fantástica”, e apresentado como um compendio das estanhas entidades que a fantasia dos homens engendrou, ao longo do tempo e do espaço.

Gonzalo Bénard cria aqui uma nova Arca de Noé, em que, à maneira do “Animalário Universal” do Professor Revillod, imaginou seres improváveis e fantasiosos, com diferentes partes de animais de espécies reais, em espaços abstractos sem limites.

– “Hibridos”, baseada nas figurações dos murais das civilizações grega e egípcia, em que seres divinos imaginados, meio humanos meio animais, dançam, porque como dizia Nietzsche pela voz de Zaratustra, “eu só poderia crer num Deus que soubesse dançar”. Realizados a partir de fotografias de um corpo de bailarinos em Paris, estes novos deuses, em poses ágeis e dinâmicas, são eles próprios portadores dos sentidos e aptidões dos animais que os inspiraram.

– “Totem”, que como uma dimensão mais conceptual e simbólica, faz a ligação entre os seres terrenos, animais e humanos, e o divino, recordando o mundo mágico do xamanismo primitivo de culturas perdidas, em que a invocação dos espíritos e dos quatro elementos da Natureza (terra, água, fogo e ar) em rituais sagrados permite atingir outros níveis de consciência espiritual.

 Em Daniel Gamelas, licenciado em Escultura pela Faculdade de Belas Artes do Porto, Mestre pela New York Academy of Art, e membro co-fundador do AARP – Atelier de Arte Realista do Porto, encontramos um universo estético marcado pela tradição académica da representação figurativa e o legado das escolas clássicas, mas também influenciado pela denominada Fantasy Art, com origem na ilustração e banda desenhada, e fortes ligações à ficção científica e à literatura mitológica e épica”.

Bernardo Silva Pinto – Curadoria e Museografia

Mais informações sobre o artista em http://www.gbenard.com/

 

 

Leave a Reply