RAPARIGAS E RAPAZES DE LISBOA – MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO – A PRIMEIRA MULHER NA ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA

dia de lisboa

Maria Amália Vaz de Carvalho nasceu em Lisboa no dia 2 de Fevereiro de 1847.

Seu primeiro romance poético, Uma Primavera de mulher, foi publicado em 1867, ainda antes de se ter casado, com o poeta Gonçalves Crespo.

Foi uma poetisa consagrada pelos intelectuais da época, escreveu crónicas jornalistas em vários jornais, entre eles, o Diário Popular, assinando-as com o pseudónimo Valentina de Sucena.

m.amalia vaz de carvalho

As questões a que se dedicou  foram, essencialmente, a educação e o papel da mulher na sociedade da época. A sua residência tornou-se no primeiro salão literário de Lisboa, tendo-o frequentado Camilo, Ramalho Ortigão, Eça de Queirós, Guerra Junqueiro e muitos outros.

Publicou dezenas de livros, fez traduções e crónicas para a imprensa brasileira. Com a colaboração do seu marido, o poeta Gonçalves Crespo, escreveu Contos para os nossos filhos (1886), que o Conselho Superior de Instrução Pública aprovou para uso das escolas primárias.

Foi a primeira mulher a ingressar na Academia das Ciências de Lisboa. eleita em 13 de Junho de 1912.

Faleceu, também em Lisboa, a 24 de Março de 1921.

 

Leave a Reply