ELEIÇÕES FRANCESAS – OS COMPLOTS FEITOS PARA ATRASADOS MENTAIS – por JACK DION

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota 

mapa_franca

Os  complots feitos para atrasados mentais

Jack Dion, Director adjunto  da redacção de  Marianne, 
Le complotisme pour les nuls

Revista Marianne, 18 de Março de 2015

A cinco dias da +primeira volta das eleições regionais,   dois jornalistas do “Le Monde” decidiram veicular  um novo rumor: Patrick Buisson seria o conselheiro secreto de Mélenchon. Um espanto! Abracadabrante.

Patrick Buissonsipa

Depois de Mélenchon um  agente de Putin, temos agora Mélenchon como colaborador de  Sarkozy. A conivência culpada foi estabelecida por dois jornalistas do Le Monde que publicaram um livro sobre Patrick Buisson, uma ex-eminência parda do ex-presidente da República, Sarkozy. A acreditar nestes dois “inspectores”, Patrick Buisson foi o Geppetto de Mélenchon em 2012, ou, por  outros termos, o seu conselheiro secreto  a fim de o incitar  a  fazer o jogo de Nicolas Sarkozy criticando François Hollande. A prova: conhecem-se desde há  muito tempo, falam-se e cruzam-se nos estúdios de televisão  sem se estarem a esfaquear. É imparável. Sabe-se mesmo que Jean-Luc Mélenchon assistiu à entrega da condecoração  da Legião de honra a  Patrick Buisson, em companhia de Jean-Christophe Cambadélis, o que poderia levar a acreditar que este último (antigo trotskysta, como Mélenchon) é – caramba, mas é de certeza! – também parte da conspiração anti Hollande. E aí está como se lança  um rumor de forma  mágica destinado a  ter um grande sucesso mediático antes de fazer pschit, e que mal merece  figurar num compêndio inédito dos complots  para os atrasados mentais.

________
Ver o original em:

http://www.marianne.net/complotisme-les-nuls-100232133.html

 

Leave a Reply