AS ÁRVORES DAS CIDADES MELHORAM A QUALIDADE DO AR E EMBELEZAM O ESPAÇO PÚBLICO – por JOSÉ BASTOS

MTJ

20150413_160328
Jardim do Borralhal

As árvores das cidades melhoram a qualidade do ar e embelezam o espaço público.

Os Montijenses cedo tiveram consciência que os espaços verdes e a arborização melhoravam a qualidade de vida da Vila, quando nos anos trinta do século passado, construíram o parque e rasgaram as avenidas novas com duas vias e placa central que arborizaram.

Também se encontram sinais dessa consciência quando em 1957 nos locais onde estavam o mercado municipal por trás da igreja e o cinema teatro Joaquim de Almeida na rua Miguel Pais foram construídos jardins.

Nos anos sessenta do século passado foi renovado e aumentado o parque municipal para Poente, ocupando o espaço do antigo campo de futebol do Aldegalense, com um projecto que hoje constitui uma referência do famoso arquitecto paisagista professor Caldeira Cabral.

Todas as câmaras umas menos outras mais se interessaram pela plantação de árvores e pequenos jardins. Nos anos setenta foi construída a zona verde do bairro da liberdade e nos anos 80/90 as do bairro Esteval e a do Afonsoeiro junto à estrada nacional. Todos os anos no dia mundial da árvore (21/3) se plantavam árvores nas escolas do ensino básico para sensibilizar os alunos para a importância das árvores na qualidade de vida da sua cidade.

A partir de 1998 a câmara decidiu celebrar uma semana verde com diversas actividades e a distribuição de pequenas árvores ( uma espécie em cada ano), para os habitantes as plantarem nos quintais e jardins. Este ano foi a macieira e a Câmara plantou um pequeno pomar com 30 macieiras de maçã riscadinha no jardim do Saldanha.

Vala de escoamento das águas
Vala de escoamento das águas

Por esta altura (mandato 1997 a 2001) foi criada a casa do ambiente que organiza programas anuais com as escolas para sensibilização dos alunos para as questões do ambiente.

È baseado nesta cultura e interesse pelas questões do ambiente que a cidade tem hoje 70 hectares de zonas verdes.

Temos milhares de árvores por toda a cidade no centro e na periferia: plátanos, sobreiros, pinheiros mansos, eucaliptos, choupos, casuarinas, acers, chorões, mélias, jacarandás, freixos, palmeiras, laranjeiras, tangerineiras, romãzeiras, amoreiras, castanheiros da Índia, pimenteiras, oliveiras, olaias, ameixeiras de jardins, cerejeiras de jardins, paulo borracho e muitas outras.

Nos últimos anos foram construídos grandes espaços verdes no Vale Salgueiro, na Quinta do Saldanha, na zona da Mundet e das antigas malhadas do Izidoro e o parque urbana das piscinas que muito aumentaram a qualidade e a área dos espaços verdes da cidade.

Todos as pessoas que nos visitam elogiam os nossos espaços verdes e as nossas árvores.

Leave a Reply