DOCUMENTOS E MANUSCRITOS DO ESCRITOR MOACYR SCLIAR DISPONÍVEIS PARA LEITURA NA INTERNET

livrolivros22

Informa-nos o Centro Cyro Martins que Cerca de 800 documentos e manuscritos do escritor Moacyr Scliar (1937 – 2011) agora estão disponíveis para leitura na internet. A profícua produção literária do escritor pode ser acessada no site do Delfos – Espaço de Documentação .

O Delfos Digital – PUCRS tem por missão preservar e prover acesso aberto de forma on-line aos documentos digitalizados dos acervos do Delfos – Espaço de Documentação e Memória Cultural da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Acesse em: http://delfosdigital.pucrs.br.

A primeira coleção a ser disponibilizada no Delfos Digital é a coleção de documentos de Moacyr Scliar, que abrange mais de 800 trabalhos, incluindo a versão original manuscrita ou datilografa de sua obra, correspondências, recortes e outros documentos depositados no Delfos/PUCRS. 115

“A coleção de documentos de Moacyr Scliar disponível no Delfos Digital – PUCRS abrange mais de 800 trabalhos, incluindo a versão original manuscrita ou datilografa de sua obra, correspondências, recortes e outros documentos depositados no Delfos – Espaço de Documentação e Memória Cultural da PUCRS.

Moacyr Scliar (Moacyr Jaime Scliar, Porto Alegre, RS, 1937; Porto Alegre, RS, 2011). Médico, professor e escritor. Atuou na área de saúde pública e lecionou na UFRGS. Membro da Academia Brasileira de Letras, foi vencedor de quatro prêmios Jabuti, dois Açorianos e um Casa de las Américas, entre outros. De sua obra, destacam-se: A guerra do Bom Fim, 1973, O exército de um homem só, 1973, Os deuses de Raquel, 1975, Mês de cães danados, 1977, Os voluntários, 1979, O centauro no jardim, 1980, A orelha de Van Gogh, 1989, Sonhos tropicais, 1992, A majestade do Xingu, 1997, A mulher que escreveu a Bíblia, 1999, Contos reunidos, 1995.

Nos primeiros anos da década de 2000, Moacyr Scliar entrou em tratativas com a PUCRS para que o Centro de Memória Literária da Faculdade de Letras fosse depositária de parte de documentos que constituíam seu espólio. Entregou à época caixas com tais documentos, que posteriormente foram acondicionados em envelopes, classificados e catalogados no sistema ALEPH pelo Delfos.

O acervo atualmente se encontra sob os cuidados do Delfos, localizado no 7º andar da Biblioteca Central. “

Leave a Reply