JUNHO É O MÊS DA CONSCIÊNCIA SOBRE A AFASIA – ENVOLVA-SE, COMUNIQUE – uma informação de PAULA VITAL e CATARINA RAMOS

RamosVital_Afasia

 

Envolva-se, Comunique – Junho é o mês da Consciência sobre a Afasia

 

“Envolva-se, comunique…” é a mensagem que pretende chamar a atenção sobre a afasia. Junho é o mês da consciência sobre a afasia.

Mas o que é a afasia?

A afasia é uma alteração da linguagem após uma lesão cerebral, cuja causa mais frequente é o acidente vascular cerebral (AVC). A afasia é uma condição de saúde que não tem idade, é menos conhecida mas mais frequente que outras doenças como a diabetes, a doença de Parkinson ou a doença de Alzheimer.

De acordo com algumas estimativas cerca de 6 pessoas sofrem um AVC em cada hora, de que resultam 2 a 3 óbitos. Estima-se que cerca de 50% dos sobreviventes de AVC ficam com restrições ao nível da comunicação, com uma grande incidência de afasia.

Com o objetivo de promover a literacia em saúde na área da afasia, as terapeutas da fala Paula Vital e Catarina Ramos, divulgam o folheto “Envolva-se… Comunique…” explicando o que é a afasia e as principais dificuldades da pessoa com afasia, dando indicações de como interagir e conversar com uma pessoa com esta condição de saúde.

Estas especialistas em terapia da fala e docentes do ensino superior definem a afasia como “uma alteração das funções de compreensão e expressão da linguagem oral, escrita, não-verbal e do cálculo devido a lesão da estrutura cerebral que poderá ou não limitar a participação comunicativa da pessoa na realização das suas atividades diárias. Esta participação depende do meio se constituir como uma barreira ou um facilitador ao envolvimento nas situações do dia-a-dia.” A afasia não é um problema exclusivo da pessoa que teve um AVC, e neste sentido, as terapeutas chamam a atenção para o contexto ambiental e para os parceiros de comunicação realçando o impacto global na comunicação humana.

Catarina Ramos e Paula Vital citam o discurso recente do Professor Doutor Augusto Deodato Guerreiro, Diretor do Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio, na Escola de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação (ECATI) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT): “Comunicar é como respirar. Ninguém vive sem respiração e sem comunicação, seja esta de que forma e tipologia for, sendo com ela que nos relacionamos e interagimos e ajudamos a edificar e a eticizar o mundo da vida”.

Devem ser reconhecidos a tempo os sinais e sintomas – falta de força num braço, boca ao lado ou dificuldade em falar, que podem indicar a ocorrência de um AVC para que possa haver uma rápida intervenção médica especializada que é vital para o sucesso do tratamento e posterior recuperação do doente.

A intervenção do terapeuta da fala junto da pessoa com afasia e seus cuidadores deve ser o mais precoce possível, ainda no internamento hospitalar, e é ele que esclarece, avalia e orienta a pessoa com afasia e os seus parceiros de comunicação.

Anexo: Folheto (JPG)

Paula Vital e Catarina Ramos

Lisboa, 15 de junho de 2015

 

____
Paula Vital

Terapeuta da Fala
Céd.Prof.Nº C-011901187

Leave a Reply