EDITORIAL – A ESQUERDA ENTRE O EXTREMISMO E O CENTRO

logo editorial

Jeremy Corbin é um político britânico, membro do partido trabalhista, e que desde 1983 representa no parlamento a comunidade de Islington Norte, situada na Grande Londres. Pertence à ala esquerda do seu partido, designada por Socialist Campaign Group. É favorável a medidas como a renacionalização dos caminhos de ferro e o imposto progressivo e não esconde as suas preferências republicanas. Advoga causas como a dos palestinianos, a defesa do estado social e da habitação social. Tem-se oposto sistematicamente às políticas de austeridade. Curiosamente é dos membros do parlamento que apresenta menos gastos, sendo famoso por um estilo frugal de vida. Em 1981 apoiou a candidatura de Tony Benn (não confundir com Tony Blair) à liderança do partido. Podem encontrar mais elementos no seu site pessoal, acessível pelo primeiro link abaixo.

Corbin parece que neste momento é um sério candidato à liderança do partido trabalhista. Este teve um fracasso muito grande nas últimas eleições, que muitos atribuem à política orquestrada pelos irmãos Milliband, procurando recuperar a aura de Tony Blair. Entretanto começou imediatamente uma campanha na imprensa para desacreditar a sua candidatura, de que podem encontrar alguns exemplos nos links abaixo. No terceiro link, encontram um trabalho de Owen Jones referindo a falta de uma proposta coerente de esquerda na política, que pensamos tentar fazer uma síntese da situação presente.

É importante frisar que a proposta que parece fundamentar a candidatura de Corbin se inscreve na mesma linha de outras que, na Europa e não só, tentam fazer frente à imposição das regras da grande finança e do mercado. O que se está a passar na Grécia, com o esforço para esmagar a governação de Tsipras e do Syriza, até como medida preventiva para o que poderá suceder noutros países tem mais a ver com o que se passa no Reino Unido do que o que muita gente estará a pensar. O referendo que se pretende fazer em 2017 tem a ver com mais coisas de que a permanência do reino da rainha Elizabeth na União Europeia.

Sugerimos que cliquem nos links abaixo:

 

http://www.jeremycorbyn.org.uk/

http://www.theguardian.com/politics/2015/jun/17/jeremy-corbyn-labour-leadership-dont-do-personal

http://www.theguardian.com/commentisfree/2015/aug/03/jeremy-corbyn-new-labour-centre-left

http://www.theguardian.com/politics/2015/aug/04/labour-must-end-the-madness-over-jeremy-corbyn-says-alan-johnson

http://www.telegraph.co.uk/news/politics/labour/11772481/The-Labour-party-is-a-joke.-We-should-stop-taking-it-seriously.html

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

One comment

  1. Carlos Leça da Veiga

    Hoje, como em 39, o mais importante é derrotar os boches,CLV

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: