EDITORIAL – ONTEM FOI O DIA DA CATALUNHA

 

logo editorial

Ontem, 11 de Setembro, em Barcelona, celebrou-se a Diada, o dia da Catalunha. Pelo quarto consecutivo, a ANC – assembleia nacional catalã e a ÒMNIUM – llengua, cultura, país organizaram a celebração, sempre com participações grandiosas.  O lema da manifestação, este ano, foi ‘Via lliure a la república catalana’ (via livre para a república catalã). Embora os realizadores não tenham querido que houvesse um apoio claro ao independentismo, é claro que há um espírito de preparação para o próximo dia 27 de Setembro. Nesta data vão decorrer eleições autonómicas antecipadas, que o governo de Madrid quer que sejam apenas mais umas eleições, mas que muitos, incluindo Artur Mas, o presidente do governo regional, esperam que venham a constituir um autêntico plebiscito à independência da Catalunha.

O desejo dos que se manifestam a favor de a Catalunha aceder à independência não pode ser equiparado a um nacionalismo retrógrado, a manifestações de grupos sociais dominantes e desejosos de prosseguirem objectivos próprios, ou a uma eventual xenofobia, como alguns dos seus adversários já têm pretendido fazer crer. A Catalunha tem uma história, uma língua, uma cultura, que, apesar dos séculos sob o domínio castelhano, durante os quais chegaram a ser alvo, como durante a ditadura de Franco, de tentativas abertas de aniquilação. Hoje, mostra bem que é uma nação. Os catalães estão a deixá-lo bem claro.

Propomos que acedam a estes links:

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4774196

http://www.publico.es/politica/diada-impresionar-al-mundo.html

http://www.sapo.pt/noticias/barcelona-acolhe-manifestacao-pela_55f269bbab3306d511567713

http://observador.pt/2015/08/03/catalunha-oficializa-eleicoes-antecipadas-27-setembro/

 

Leave a Reply