LANÇAMENTO DO LIVRO “UMA PAISAGEM Á ESPERA DO NOSSO OLHAR”, DIA 3 DE OUTUBRO, ÀS 15H30, NA ASTA, EM ALMEIDA

A sessão, que integra as comemorações do 15.º aniversário de ASTA, terá lugar no dia 3 de Outubro, sábado, pelas 15:30 horas, na ASTA, Alto da Fonte Salgueira, Cabreira, Almeida.

Capturar

A obra será apresentada por:
António Baptista Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal de Almeida,
Bas Pedroli, Presidente da Academia Europeia para a Cultura da Paisagem
e Luís Queirós, Presidente da Fundação Vox Populi.

 

SINOPSE

Do dia 21 ao 27 de abril de 2014, decorreu aqui, nestas terras do Interior Beirão, uma semana dedicada ao estudo e observação da paisagem.

Cerca de 85 pessoas, de várias nacionalidades, percorreram os nossos caminhos, sentindo-os e vendo-os com outros olhos. Foi um olhar que nos levou a nós, que os habitamos, a descobrir inusitados recantos, cheiros, contornos e potencialidades que ainda não tínhamos vislumbrado.

Sementes ficaram, já as vemos. Queremos que não sequem. Faremos os possíveis por isso.

Este livro regista apenas algumas impressões e expressões desta Semana, para que muitos mais possam ter um vislumbre do que aqui vivemos e esperançámos.

Depois destes passos e olhares, esta nossa Paisagem, interior e exterior, não voltará a ser a mesma….

 

SOBRE A COORDENADORA

Maria José Dinis, a mentora deste projecto, nasceu na aldeia da Cabreira. Aos dez anos, iniciou os seus estudos na cidade mais próxima, continuou depois o seu percurso em Lisboa, casou e teve um filho, o Marco, que nasceu com deficiência mental. Este facto foi determinante, já que a partir desse momento começa a esboçar-se nela o princípio de um sonho: o de construir um espaço que respondesse às necessidades destas pessoas especiais, dignificando-as. Isso levou-a a querer saber mais e a preparar-se para a concretização do sonho. Quinze anos mais tarde, parte para a Suíça onde, durante quatro anos, em regime de Seminário, faz uma formação em Pedagogia Curativa e Sócio Terapia, de cariz antroposófico, no Instituto da Fundação Perceval. Sente-se, então, preparada para iniciar o projecto que sempre desejou, destinado às pessoas do Interior Beirão.

Depois da fundação da Associação com cerca de trinta amigos que aderiram à visão, em 1998, a ASTA candidatou-se ao PIDDAC (Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central) com o projecto arquitectónico desenhado atenta e carinhosamente pelo arq. Fritz Wessling, a implantar num terreno ecológico de localização privilegiada, a 1 Km da aldeia da Cabreira, doado para o efeito por um irmão de Maria José. Esta candidatura foi deferida em início de 1999. No entanto, posteriormente, a comissão do PIDDAC, em visita ao local, declarou não ser viável a construção pela falta de infra-estruturas e pela distância na ligação à cidade. Pediu a reconsideração no sentido de que este projecto fosse implantado num espaço mais urbano. A determinação da fundadora da ASTA e a crença na possibilidade de construir um espaço sócio terapêutico dentro de uma ambiência rural, susceptível de dar resposta às necessidades de pessoas desfavorecidas da região, incluindo o seu filho, fez com que, teimosamente, não desistisse do seu projecto e adaptasse a sua habitação, na aldeia, por forma a iniciar as actividades no dia 2 de Outubro de 2000, conforme prometido ao grupo de jovens, com deficiência, que ansiosamente aguardava…

É uma edição da Âncora.

Leave a Reply