COLÓQUIO “Orpheu Filosófico”, DIA 26 DE NOVEMBRO, ÀS 11H30, NA BIBLIOTECA NACIONAL, EM LISBOA

| 26 nov. | 11h30 | Auditório BNP | Entrada livre

Por ocasião dos 100 anos do lançamento da revista Orpheu, realiza-se o Colóquio Orpheu Filosófico, que pretende chamar a atenção para o contributo da chamada Geração de Orpheu para a reflexão filosófica e para o pensamento português.

orpheu

Frequentemente entendida apenas enquanto fenómeno artístico-literário, a revista Orpheu nasceu e foi motivada e acompanhada, nos projetos do seu impulsionador Fernando Pessoa, por uma intenção de criar uma corrente filosófica, além de artística, intenção patente em vários manifestos e textos programáticos sensacionistas.

Além disso, as obras e os pensamentos de autores como o próprio Pessoa, Almada Negreiros e Raul Leal, entre outros deste grupo, têm vindo a ser cada vez mais estudados e repensados na área dos estudos filosóficos, tanto em Portugal, como noutros países.

A afirmação e o aprofundamento desta vertente de investigação constituem tarefas que, no centenário órfico, oferecem a desafiante possibilidade de se alcançar uma compreensão mais profunda e integrada de um dos fenómenos mais significativos e influentes da cultura moderna portuguesa.

Qual é o lugar da filosofia na Geração do Orpheu? E qual é o lugar da Geração de Orpheu na história do pensamento português? Que linhas de diálogo existem entre literatura, arte plástica, filosofia e mito na e a partir da Geração de Orpheu?

É sobre estas e outras questões que o Colóquio, organizado pelo Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, com o apoio da Biblioteca Nacional de Portugal e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, pretende refletir.

Programa

11h30-11h45 | Abertura do Colóquio

11h45-12h45 | MESA I

Moderador: Paulo Borges
Giancarlo de Aguiar, O Mito de Orfeu: Arte, Cura e Amor na Cultura Helénica
Antonio Cardiello, A biblioteca filosófica de Fernando Pessoa

12h45-13h15 | Debate

13h15-14h30 | Almoço livre

14h30-16h00 | MESA II
Moderador: Dirk-Michael Hennrich
Fabrizio Boscaglia, Orpheu Sensacionista, Neoárabe e Tudo
Sofia A. Carvalho, Almada Negreiros e Teixeira de Pascoaes: o vôo colossal de dois Infernos a arder
Paulo Borges, Arte e Criação em Almada Negreiros

16h00-16h30 | Debate

16h30-16h45 | Pausa café

16h45-17h15 | Apresentação de Livro
Steffen Dix (org.), 1915 O Ano de Orpheu

17h15-18h45 | MESA III
Moderador: Fabrizio Boscaglia
Dirk-Michael Hennrich, A Liberdade Transcendente de Raul Leal: um manifesto filosófico de Orpheu
Pedro Vistas, A Hetero-ortodoxia de Raul Leal
Miguel Real, A Geração de Orpheu na História do Pensamento Português

18h45-19h15 | Debate

19h15 | Encerramento do Colóquio

Leave a Reply