OLHARES SOBRE A HISTÓRIA – O CASAMENTO DE D. JOÃO V COM D. MARIA ANA DE ÁUSTRIA – por Jorge Lázaro

Saltimbancos

D. João V e D. Maria Ana de Áustria

D. João V casou em 9 de Julho de 1708 em Viena, na catedral de Santo Estêvão, com D. Maria Ana (nascida em Lintz em 7 de Setembro de 1683, que morreria em 1754 no paço de Belém, em Lisboa). Era a terceira filha do imperador Leopoldo I (16401705) e de sua terceira mulher Eleonora Madalena Teresa de Neuburg-Wittelsburgo (16551720), princesa palatina, filha de Filipe Guilherme, Conde de Neuburgo, Eleitor do Palatinado, e de Elizabeth Amalia de Hesse-Darmstadt. Era irmã portanto dos imperadores José I e Carlos VI. Foi trazida a Lisboa por uma armada de 14 naus do conde de Vilar Maior, Fernão Teles da Silva.

Desde 6 de junho de 1708 dia de Corpus Domini fizera entrada pública em Viena (chegado desde 21 de fevereiro) Fernão Teles da Silva, 3° conde de Vilar Maior, embaixador de D. João V para pedir a mão de sua prima, Sereníssima arquiduquesa D. Maria Ana Josefa Antônia de Áustria. Mariana seria regente de Portugal em 1716 e entre 1749 e 1750, nos últimos anos de vida do marido. Teve seis filhos, entre os quais a infanta, depois Rainha, D. Maria Bárbara de Bragança (esposa de D. Fernando VI de Espanha), D. Pedro III de Portugal (esposo de D. Maria I de Portugal) e D. José I de Portugal.

Comenta o livro «O amor em Portugal» que «Mariana d´Austria chegou com seus jesuítas, seus cães, a sua fealdade, seus cravos holandeses». O Rei casou. Em Lisboa, houve preparações extraordinárias para a bênção nupcial, em 28 de Outubro, com arcos de triunfo, enorme magnificência. «Capela sob D. João IV, cavalariça sob Afonso VI, mosteiro sob Pedro II, a corte de D. João V surgiu, nova, e se formaram dois partidos; o da moda nova, chefiado pelo conde da Ericeira, D. Francisco Xavier de Meneses, homem elegante e jovial que queria que as senhoras se deixassem ver e conversassem nas antecâmaras, que jogassem e bailassem; e o da moda velha, pelo conde de Vimioso, azedo e formalista, devoto e taciturno, o lar igual a um mosteiro, a virtude igual a clausura, a mulher igual ao diabo; pregando retiro, silêncio e recato e detestando o comércio entre senhoras e cavalheiros. No dia de São Carlos, as salas dos Tudescos, dos Embaixadores e dos Leões se abriram e inundaram de luz, enchendo-se de panos de rás, as damas entraram aos bandos, tímidas, acanhadas, pois pela primeira vez desde D. Manuel homens e mulheres se cortajaram nas salas do Paço. A Rainha tocou cravo; dançou a infanta D. Francisca, gorda, corada e empoada. Desde esse dia, houve profunda modificação na moral da Corte, sedução, graça, elegância, intriga.» Tanto que em 10 de Novembro de 1708 D. Luís Manuel da Câmara escreveu em carta a D. Luís da Cunha: «Houve um baile no dia de São Carlos em que dançaram e cantaram as damas do Paço na presença de damas e fidalgos; el-Rei está teimando em estrangeirar o nosso país e não sei até onde acabará.»

Dois anos passaram sem filhos, o rei fez voto a Santo Antônio – em 1711 começariam a nascer os cinco filhos que teriam. O Rei mandou construir, em ação de graças, o Convento de Mafra, inaugurado em 1744 pelo Papa Bento XIV; quatro anos mais tarde, receberia desse mesmo papa o título de Sua Majestade Fidelíssima, extensível aos seus sucessores (tal como os títulos de Sua Majestade Católica em Espanha e Sua Majestade Cristianíssima em França). Foi também no seu reinado que a Santa Sé atribuiu a Lisboa a dignidade de Patriarcado, a par de Roma e de Veneza, tornando-se assim o arcebispo lisboeta D. Tomás de Almeida um dos três patriarcas do Ocidente.

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

One comment

  1. João

    Sr. Jorge Lazaro, será que a história sobre o dignissimo Rei D. João V está descrita na sua verdadeira essencia ? Em todos os textos que falam de D. João V relativo aos filhos legitimos e ilegitimos que ascenderam a altos cargos da nação porque o que conta verdadeiramente é a familia a prole o sangue. Em todos os registos não encontro um filho Melo Jorge de D. João V e no qual esse Jorge teve outro filho José nascido em 27 de Setembro em 1745 e como netto patterno de João Vimario.

    Procurando este Vimario, aparece isto:
    GuIMARANES, Latein. Vimario nicht weit von Braga, ist ein Herzogth
    Tradução : Guimarães, latim. Vimario, não muito longe de Braga, é um ducado
    Magnus Dux Vimario-Saxoniae

    E de facto com os registos que possuo de Hohenthal, Englisberg, Saxe, Friburg, Savoie mostra de facto a minha origem e se juntarmos todas as pontas soltas chego a um resultado impensável, que todos querem ascender ao lugar do trono neste Portugal, querem todos serem reis na republica e na realidade esta gente não tem nada de sangue e nem de registos.

    Mas as pessoas quando vem um individuo com titulos tem logo uma reação o tipo é bom é o descendente de alguma coisa e quando vamos a ver na realidade, receberam uma casa de bragança pelo salazar (não é rei), mas as pessoas ficam logo encantadas por um duque, eu não tenho titulos na republica caros senhores, sou igual ao Sr. Lazaro igual a qualquer outra pessoa na republica. Na monarquia a conversa é outra.

    A casa de Hohenthal pertence a sangue de Bragança, mas se formos pesquisar em Friburg e mesmo em Hohenthal quem é o proprietário desta terra e de outras irão entender que todas estas casas importantes pertencem exclusivamente a uma só familia.

    Eu procuro a verdade numa realidade de enganos e novas realidades baseadas em nada.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: