A HOMENAGEM A CARLOS DE MATOS GOMES

um-retrato

Terminamos dentro de cinco minutos a homenagem a um argonauta que, para poder satisfazer compromissos inadiáveis, interrompe a sua rubrica BISCATES. Os BISCATES eram como um vento que impulsionava a nossa ARGOS um dia por semana. Os psicólogos (temos uma docente de Psicologia na equipa coordenadora) dirão se esta merecida homenagem feita a Carlos de Matos Gomes pode ser considerada chantagem emocional no sentido de que volte depressa. Sabemos que muitos outros argonautas merecem ser homenageados. A bem dizer, todos. Mas o Dorindo que nos enche o barco de beleza e o  Matos Gomes, com o Vale Ferraz, eram um esporão da nossa trirreme, acutilante, perfurando a mentira, a ignorância e a trafulhice, com a frontalidade do Coronel e a prosa elegante do escritor, foram os primeiros. No próximo ano, prestaremos tributo a mais dois ou três – no fundo, todos os  80 «maduros que aqui colaboram merecem ser distinguidos.

Este ano haverá ainda mais uma homenagem – a José Afonso – será entre 16 deste mês e 15 de Dezembro – este ano passam 50 anos sobre a primeira edição de CANTARES. A revista TRIPLOV, dirigida por Maria Estela Guedes e o PORTAL GALEGO DA LÍNGUA, dirigido por Ernesto V. Souza, serão os nossos parceiros nesta homenagem ao Zeca.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: