CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – CONVERSA: O QUE TE DIZ A GUERRA DE ESPANHA? / OFICINA: COMO FAZER UMA REVOLUÇÃO? – LEITURA: A PALETA E O MUNDO – CINEMA: ILHA DAS FLORES + OS FUZIS

CONVERSA: O QUE TE DIZ A GUERRA DE ESPANHA?
Sábado, 18 de Março, 16h

A Guerra de Espanha marcou a história do século XX como um dos exemplos maiores da luta contra o fascismo e da solidariedade internacionalista. Portugal esteve especialmente próximo do conflito, por razões geográficas e pelo aberto apoio da ditadura salazarista aos falangistas espanhóis. Não esqueceremos!

Conversa com Arturo Reguera, Miguel Perez e Paula Godinho.

«A guerra de Espanha, aqui ao lado, vivida dia a dia e hora a hora com o ouvido colado aos apare­lhos de TSF, por causa das interferências meticulo­samente provocadas, por causa dos vizinhos (fos­sem eles quem fossem), com projectos ansiosos de ir lá ter (“Partir./Partir para a pátria instável onde o grito salta das veias”, versos meus de 38) e o re­morso de ficar. As notícias diárias dos bombardea­mentos, dos fuzilamentos, das aldeias destruídas, sem pão, sem armas. E o “no pasarán!”. O não passarão vibrando no nosso desespero, ainda antes de gritado nas barricadas de Madrid, sentido em silêncio e lágrimas, neste país agrilhoado, esvaziado, com os amigos perseguidos, presos, torturados, muitos deles mortos não se sabia onde. Houve um tempo em que nem saber onde estavam se podia.»
Mário Dionísio, Autobiografia (1987)

OFICINA: COMO FAZER UMA REVOLUÇÃO
Domingo, 19 de Março, 15h30

Esta oficina tem como objectivo editar um guia prático para fazer a revolução, ou mesmo revoluções se tivermos de fazer várias.
A duração da oficina é de 4 horas, divididas por quatro questões – uma hora para tratar cada uma delas.
Participantes: qualquer um que quis ou não quis de todo fazer a revolução. Ou também todos os que encalharam em tentativas anteriores.

1. Sentido dado por cada participante à noção de revolução.

2. Análise de diferentes tipos de revolução ao longo da história da Humanidade.
A Humanidade (Humanité) é também o nome do jornal francês do partido comunista onde Rothschild investiu dinheiro.

3. Os ingredientes necessários para se conseguir uma revolução.
Por exemplo, contra quem fazemos a revolução? Serão necessários explosivos ou simplesmente material intelectual ? O tempo do aboborar, com quem e muito eventualmente porquê?

4. O modo de emprego e a duração desejada para a revolução realizada.
Por exemplo um dia, dez anos ou 70 anos para a de Outubro de 1917.

Oficina orientada por Luiz Rosas.

  CICLO «A PALETA E O MUNDO»
Segunda-feira, 20 de Março, 18h30

Continua a leitura comentada, com projecção de imagens, de A Paleta e o Mundo de Mário Dionísio. Vamos na 4ª parte, «Durante as grandes tempestades». Inês Dourado continua a leitura do 10.º capítulo, «Ao serviço de».

CINEMA: «REVOLTAS
E REVOLUÇÕES N’AMÉRICA»
Segunda-feira, 20 de Março, 21h30

Terminamos o ciclo de cinema «Revoltas e revoluções n’América» com dois filmes do Brasil:

Ilha das flores (1989, 13’) de Jorge Furtado
Os fuzis(1964, 80’) de Ruy Guerra

Os filmes serão apresentados por Luiz Rosas.

Entrada livre. Filmes na língua original (português).

O CORO DA ACHADA CANTA:

  • 9.º ANIVERSÁRIO DA RENOVAR A MOURARIA
    Mouradia
    (Beco do Rosendo, Lisboa)
    Sábado, 18 de Março, 19h

VAI HAVER UMA CONFERÊNCIA SOBRE MÁRIO DIONÍSIO EM PARIS:

  • MÁRIO DIONÍSIO – A CLARIDADE IMPENITENTE
    Terça-feira, 21 de Março, 11h
    na Université Paris Nanterre (UFR Langues, edifício V) – Paris, França
    Com Cristina Almeida Ribeiro, no âmbito do centenário do nascimento do artista, organizada pelo Departamento de Português, CRILUS e Cátedra Lindley Cintra da Universidade Paris Nanterre.

NO HORÁRIO DE ABERTURA, PODEM VISITAR A EXPOSIÇÃO E BIBLIOTECA DA CASA DA ACHADA:

  • EXPOSIÇÃO: MÁRIO DIONÍSIO – CORRESPONDÊNCIAS
    Até 17 de Abril de 2017
    Exposição que mostra parte da correspondência de Mário Dionísio com amigos, artistas – e com exposição de algumas obras desses artistas -, pintores, escritores, intelectuais e outros, para além de três partes temáticas: a sua saída do PCP, a polémica do neo-realismo e outros debates à volta do tema do realismo e a escrita de A Paleta e o Mundo.
  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA
    A Biblioteca Pública da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc… Pode-se ler no local ou requisitar livros.
    Na Mediateca estão disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.
    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.

    * 2ª, 5ª e 6ª feiras, das 15h às 20h
    sábados e domingos, das 11h às 18h

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).
    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

EXPOSIÇÕES DE MÁRIO DIONÍSIO FORA DA CASA DA ACHADA:

  • MÁRIO DIONÍSIO – VIDA E OBRA
    Biblioteca Municipal, Santo Tirso
    Até 3 de Março
    «Entre 06 de fevereiro e 03 de março, a vida e obra de Mário Dionísio são destaque na Biblioteca Municipal. Poeta, crítico, pintor, romancista e professor, as facetas da sua personalidade são o ponto-chave desta exposição documental, que tem entrada gratuita.»
  • PASSAGEIRO CLANDESTINO – MÁRIO DIONÍSIO 100 ANOS
    Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira
    Até 26 de Fevereiro
    «No próximo dia 14 de maio inaugura no Museu do Neo-Realismo a Exposição comemorativa do centenário de nascimento de Mário Dionísio, “Passageiro Clandestino Mário Dionísio 100 Anos”.
    A exposição, que tem curadoria de António Pedro Pita,  pretende homenagear o poeta, artista e pensador, focando-se, sobretudo, na documentação e interpretação da intervenção de Mário Dionísio enquanto  teórico do neorrealismo, o mais relevante desta corrente e um dos mais importantes teóricos da arte do século XX.»

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças-feiras às 21h. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 [Contactos] Centro Mário Dionísio

Morada Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Rua da Achada, 11, R/C
1100 – 004 Lisboa (ver localização)
Telefone 218 877 090
E-mail Casa da Achada
casadaachada@centromariodionisio.org
E-mail Livraria
livraria@centromariodionisio.org
E-mail Distribuição de Edições
livros@centromariodionisio.org
NIB NIB para donativos e pagamento de quotas
0036 0000 9910 5869 2830 8

Equipa de Comunicação Web

 

E-mail

André Spencer e F. Pedro Oliveira

web@centromariodionisio.org

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: