CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – THE SHOW MUST GO ON

 

Eu pasmo, eu não compreendo (aliás gostava era de não pasmar e sim de compreender) como num século já tão adiantado no tempo – e muitos de nós até viemos do anterior – com avanços incontestáveis das ciências, saltos e evidências tecnológicas quase diários, ainda se pensa nesta palhaçada como se algo de palpável, de aceitável, de indiscutível fosse.

Como se repente uma Vossa Senhora de Fátima pudesse aparecer num powerpoint qualquer, suspensa e luminescente de uma árvore e logo quando iam justamente a passar (e a pastar) três analfabetas, pobres e inocentes crianças.

Eu pasmo como ainda hoje se mobilizam milhares (milhões?) de adeptos em êxtase, inconcebível horda de analfabetismo acéfalo, pronta a acorrer a Fátima aos encontrões e a acreditar naquilo. Na suprema banha da cobra que a eclesiástase, que a padralhada afecta e a ditadura da época inventaram conjuntamente com o fim de sossegar os aldeãos deste povoado que era Portugal à época, distraí-los da triste e paupérrima realidade que aquela mesma parelha de monstros criou, manobrou e manteve por decénios.

E eu pasmo, até porque já nessa sinistra época havia quem pensasse como eu estou aqui e agora a pensar. E a pasmar.

E eu pasmo, até porque houve entretanto um 25 de Abril que supostamente deve (deveria) ter aberto as cabeças de avelã vigentes e lá introduzir-lhes qualquer coisa em que pensar, qualquer coisa de novo e de diferente.

Mas não. Tanto lhes faz, tanto lhes fez, deve tratar-se de uma coisa atávica, uma hereditariedade biológica, um fado, um destino. Talvez faça mesmo parte dos Testamentos, do velho, do novo ou o de meia idade, já que como dizem, tudo lá estava absoluta e previamente escrito.

E eu pasmo ainda, como além de aceitarem piamente as tecnologias, os crentes (telefones, televisões, telemóveis, computadores, etc.) não as porem em causa como cousas do Demo –  antes servirem-se delas com à vontade, mesmo sem as tentar sequer perceber. Com o mesmo à vontade com que aceitam a aparição, o supremo aparecimento.

Deve ser isto o espírito religioso. Aceitar tudo mesmo sem nada perceber. Bater com a mão no peito ou desligar o smartphone – é a mesma coisa, não há que duvidar.

Apenas me custa que o Papa, este Francisco (indubitavelmente diferente dos outros anteriores fuinhas, tenho de concordar, até mais inteligente) entre nesta encenação, se proporcione, se apraze à pantomima.

Será mais forte do que ele?

Não me parece. Suspeito que pensa o mesmo que eu e mais alguns de nós, apenas sabe em que tempo vive e quem apascenta.

Noblésse oblige. E além do mais the show must go on.

Carlos

  Público, 24 Março 2017

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

One comment

  1. Paula Reis

    Yes. É incrível.
    Só gostava de saber como é que o sol tremeu.
    É esquisito pôr uma multidão com visões. É difícil, pelo menos. Essa não entendo.
    Agora a fantochada restante repugna-me.
    Os Portugueses precisam de coisas assim, acho.
    Como agora não há gueera olonial escavacm cadeiras e batem em árbitros. As crianças, que só fazem asneiras, Compram filhos e o seu nome vai parar aos estádios. Enfim,… deve ser o fado.
    Vou-lhe contar uma experiência minha. Eu sou tradurora (Pode ver em Lista de tradutores portugueses) e traduzi o livro da Atwood A Odisseia de Penélope.
    Fiquei pasmada com ela e agora já traduzi, para mim, uma colectânea de versos, comprei mais livros, etc. E JULGAVA que ninguém a conhecia, o que me punha fula!
    Calcule como fiquei ao descobrir que os livros dela não-ficcionais estavam esgotados!!!!!!!!!!
    Quer dizer, a gente vê as livrarias a abarrotar de toxinas em letra de forma mas não se traduzem sequer os livros da maior escritora actual!
    Este país é um espanto!
    Chegu-lhes!
    Bem precisam…
    Parabéns pelo artigo e pelos outros todos!

    Paula Reis

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: