“Uma Canção Cinco Vozes…” por Lídia Maria Rocha – Senhora do Almurtão

Em alguns casos haverá mais que cinco vozes.

Segundo a lenda:

«Há muitos, muitos anos, nos terrenos das imediações da actual ermida da Senhora do Almurtão, crescia, por toda a parte, um arbusto chamado murta. Havia, em Alcafozes (povoação portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova), um rapazinho que era pastor e vinha todos os dias com o seu rebanho para estes terrenos. Um dia, andando ele a vigiar o seu rebanho, encontrou, no meio de uma moita de murta, uma linda imagem. Ficou muito contente e brincou com ela toda a tarde. Quando se quis ir embora, meteu-a no surrão (espécie de bornal de couro usado pelos pastores para levar comida e objetos de seu uso), para a mostrar à mãe. Ao chegar a casa, contou à mãe o que se passara, e quando ia para mostrar a bonequinha (como ele lhe chamava) não a encontrou. No dia seguinte, veio encontrá-la de novo, no meio da moita da murta. Voltou a brincar com ela e, à tarde, meteu-a no surrão para a levar. Todavia, ao chegar a casa, não a encontrou. E isto aconteceu durante vários dias. Estranhando o sucedido, o pastorinho e a mãe contaram-no a várias pessoas, que concluíram que a bonequinha era uma linda imagem da Senhora do Almurtão e que deveriam fazer-lhe uma capela no sítio onde o rapazinho a encontrava sempre. E, assim, fizeram a ermida e puseram à Senhora o nome de Almurtão por ter aparecido no meio da murta.»

José Afonso, cantor e compositor português é também conhecido pelo diminutivo familiar de Zeca Afonso. Oriundo do fado de Coimbra foi uma figura central do movimento de renovação da música portuguesa, que se desenvolveu na década de 1960 do séc. XX e se prolongou na década de 70, sendo dele originárias as famosas canções de intervenção, de conteúdo de esquerda, contra o Regime. “Senhora do Almurtão” é uma canção tradicional da Beira Baixa imortalizada por José Afonso em alguns dos seus álbuns, nomeadamente em “Cantares do Andarilho” de 1968. Nesta interpretação o cantor é acompanhado à viola por Rui Pato.

Edmundo Bettencourt foi um cantor e poeta português, natural do Funchal, notavelmente conhecido por interpretar a Canção de Coimbra e pelo seu papel determinante na introdução de temas populares neste género musical. Celebrizou-se pela sua composição musical “Saudades de Coimbra”. Edmundo Bettencourt interpreta a canção “Senhora do Almurtão” no seu estilo pessoal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: