O SENHOR VENTURA E OS CIGANOS por Luísa Lobão Moniz

Os ciganos são cidadãos portugueses que por vezes causam problemas de relação social e outras são o alvo de um descontentamento social dos não ciganos.

 Porque se olha para um cigano e se pensa logo que algo de desagradável vai acontecer, como muitas vezes sucede?

Os não ciganos são ensinados desde pequenos a não se aproximarem dos ciganos porque estes só querem confusão, roubar ou enganar o próximo.

É sempre bom ter presente que têm Cartão de Cidadão português, têm direito à saúde, à educação, à habitação e essencialmente a serem reconhecidos pela positiva.

Apesar disso têm uma cultura, uma música, tradições próprias.

 Muitos não ciganos criticam a forma como os ciganos vivem o luto.

Parece que nos esquecemos que há algumas décadas atrás a viuvez das mulheres era vivida com roupa preta até à sua própria morte. Durante dias não havia música em casa, nem festas…

Relativamente aos homens a realidade era a mesma, vestiam-se de preto para sempre…

É interessante verificar que esta tradição tão portuguesa ainda persiste nos ciganos!

Hoje quando uma cigana ou um cigano se aproxima há pessoas que não podem deixar de dizer “que medo, e vinham vestidos todos de preto…”

Em termos culturais, há tradições coincidentes entre uns e outros, mas desfasados no tempo…

Quem fala do luto fala também de muitas outras tradições, apesar de outras que são intrinsecamente ciganas como a vingança, o casamento, a escola, a profissão.

Quando se fala em profissões, a tentação é perguntar se alguém está disposto a empregar um cigano ou cigana, antes de dizer que eles não querem fazer nada.

Quantos portugueses já se sentiram discriminados e excluídos do seu quotidiano? Quantos falam em casa outra Língua que não seja o português?

Quem vive ainda em famílias alargadas em que tudo é de todos?

E tudo isto é uma gota de água no oceano do viver dos ciganos portugueses.

Por tudo isto, e por muito mais , os Senhores Venturas  que se candidatam ao poder local deveriam ter sido afastados por afirmações discriminatórias, plenas de representações negativas de alguns dos cidadãos que dependem dos seus serviços.

 

3 comments

  1. Luísa lobão Moniz

    Agradeço o seu comentário, mas não sei porquê tanta agressividade nas suas palavras.
    Por acaso serão só os ciganos que roubam e alimentam os tribunais?
    Acaba por dizer que tem medo, também, dos ciganos portugueses, porque não tenta saber um pouco mais desta comunidade? Qualquer que seja a sua resposta é aceitável num mundo em que se se vive tanto de representações e assim é mais fácil para nós não termos que por nada em causa. É muito melhor viver em paz do que com medos….Obrigada. Luísa

    Gostar

  2. Carlos A P M Leça da Veiga

    Tem conhecimento de alguma rapariga cigana que possa ter podido casar-se com alguém não cigano? CLV

    Gostar

  3. Luisa Maria Lobão da Veiga Moniz

    Não o quero desiludir, mas por acaso até conheço algumas ciganas casadas com não ciganas. Na realidade são poucas, o contrário é mais comum.
    Obrigada Luisa.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: