A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA – ENCONTRO IMAGINÁRIO – debate entre personagens marcantes da história universal – BENTO DE JESUS CARAÇA, ALMADA NEGREIRO e JÚLIO DANTAS – com a participação da sociedade civil – ATENÇÃO!!! É HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 4 de DEZEMBRO, às 21.30.

ATENÇÃO!!!
É hoje, dia 4 de Dezembro, na Barraca, às 21, 30.
Encontro imaginário com Bento de Jesus Caraça interpretado pelo militar de Abril Vasco Lourenço, Almada Negreiros pelo cronista Alfredo Barroso e Júlio Dantas pelo homem de rádio e TV Júlio Isidro.
A não perder.
Recordamos a importância intelectual e pedagógica de Caraça com a sua Universidade Popular, Biblioteca Cosmos, etc. e a célebre polémica entre Almada e Dantas.

Bento de Jesus Caraça (Vila Viçosa, 18 de Abril de 1901Lisboa, 25 de Junho de 1948) foi um matemático português, professor universitário, resistente antifascista e militante do Partido Comunista Português. Em 1941 cria a “Biblioteca Cosmos”, para edição de livros de divulgação científica e cultural, a qual publicou 114 livros, com uma tiragem global de 793 500 exemplares. Fundou a Universidade Popular na Padaria do Povo em Campo de Ourique . Em 1946 é preso pela PIDE e, em Outubro desse mesmo ano, demitido do lugar de professor catedrático do Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras. Faleceu em Lisboa, no dia 25 de Junho de 1948, vítima de doença cardíaca. Interpretado pelo militar de Abril Vasco Lourenço.

José Sobral de Almada Negreiros (Trindade, São Tomé e Príncipe, 7 de Abril de 1893Lisboa, 15 de Junho de 1970) foi um artista multidisciplinar português que se dedicou fundamentalmente às artes plásticas (desenho, pintura, etc.) e à escrita (romance, poesia, ensaio, dramaturgia), ocupando uma posição central na primeira geração de modernistas portugueses. Aguerrido, polémico, assumiu um papel central na dinâmica do futurismo em Portugal, ficando célebre a polémica com Júlio Dantas. Personalidade incontornável, a inserção de Almada Negreiros na vida e na cultura nacionais é extremamente complexa; segundo José Augusto França, dele fica sobretudo a imagem de “português sem mestre” e, também, tragicamente, “sem discípulos“. O cronista Alfredo Barroso apresentará este personagem único do mundo Artístico português.

Júlio Dantas (Lagos, 19 de Maio de 1876Lisboa, 25 de maio de 1962 (86 anos) foi um escritor, médico, político, e diplomata, que se distinguiu como um dos mais conhecidos intelectuais portugueses das primeiras décadas do século XX. Foi como dramaturgo que ficou mais conhecido, em particular pela sua peça A Ceia dos Cardeais Teve intensa vida politica na Monarquia e na República e teve a polémica com Almada Negreiros, que escreveu o Manifesto Anti-Dantas. Interpretação do prestigiado profissional de rádio e televisão Júlio Isidro.

RESERVAS: por este mail, encontros_imaginarios@googlegroups.com; em nome de; Helder Costa <costhelder@gmail.com> ou 213965360

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: