OS PORTUGUESES DOS BRANDOS COSTUMES por Luísa Lobão Moniz

 

Distribua sorrisos neste Natal. A quem? Às mulheres assassinadas? Às mulheres humilhadas e batidas?

Compre no Continente as prendas para os seus……Para quem? Para as crianças maltratadas? Para as crianças que são devolvidas pelas famílias de adopção? Para as crianças abusadas sexualmente?  Para as crianças que se sentem infelizes  apesar de terem uma casa e uma família? Para os adolescentes perdidos na vida que não entendem? Para os adolescentes vítimas das “Baleias azuis”?

Natal é tempo de paz! Veja-se o mundo, os refugiados de guerra, as ameaças entre as grandes potências…

Afinal o que é o Natal? O Natal é para quem? Para as mães a quem roubaram os filhos? Neste Natal como nos anteriores os canais de televisão vão encher os seus écrans com os reis da pobreza, os sem abrigo, sentados a jantar o tradicional manjar desta época.

Que bons que nós somos, pelo menos nesta noite posso sorrir emocionada com este gesto de caridade!

Caridade…

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

A senhora de não sei quem
Que é de todos e de mais alguém
Passa a tarde descansada
Mastigando a torrada
Com muita pena do pobre
Coitada

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

Neste mundo de instituição
Cataloga-se até o coração
Paga botas e merenda
Rouba muito mas dá prenda
E ao peito terá
Uma comenda

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

O pobre no seu penar
Habitua-se a rastejar
E no campo ou na cidade
Faz da sua infelicidade
Alvo para os desportistas
Da caridade

Vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta e boa comidinha
Vamos brincar à caridadezinha

E nós que queremos ser irmãos
Mas nunca sujamos as mãos
É uma vida decente
Não passeio ou aguardente
O que é justo
E há que dar a toda a gente

Não vamos brincar à caridadezinha
Festa, canasta é falsa intençãozinha
Não vamos brincar à caridadezinha
Não vamos brincar à caridadezinha
Não vamos brincar à caridadezinha

                                                                                                                                                                                             João Barata Moura

Obrigada meu amigo Joaquim Melro por me teres lembrado esta cantiga.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: