RONALDO WERNECK – HÁ CONTROVÉRSIAS – EU NÃO MUDO DE OPINIÃO

 

Na sequência do texto sobre Rubens Gerchman recentemente publicado, agora é a vez de outro que já está em meu blog, escrito para o Catálogo da grande exposição comemorativa dos 30 anos da mostra Opinião 65, que tomou os espaços do CCBB/Rio em 1995, com curadoria de Wilson Coutinho e Cristina Aragão.

Montada pelo marchand Jean Boghici e pela crítica de arte Ceres Franco no Museu de Arte Moderna do Rio, Opinião 65 foi um marco na história das artes plásticas brasileiras. Entre seus participantes, 13 estrangeiros e 17 artistas brasileiros, alguns já conhecidos, como Ivan Serpa, então com 42 anos, e Wesley Duke Lee, com 34. Vários em início de carreira, todos na faixa dos 20 e poucos anos: Antonio Dias, Carlos Vergara, Rubens Gerchman, Roberto Magalhães, Ângelo de Aquino, José Roberto Aguilar.

Foi na Opinião 65 que Hélio Oiticica, 28, introduziu os seus parangolés ao som da Escola de Samba da Mangueira. O título da exposição remetia ao show que fazia há meses grande sucesso no Teatro de Arena de Copacabana. Show que eu assisti com Nara Leão, que cantava Zé Kéti: “Podem me prender/ podem me bater/ podem até deixar-me sem comer/ que eu não mudo de opinião”. E depois com Maria Bethânia, que arrasava e fez fama com o Carcará de João do Vale.

Com a palavra Sérgio Augusto, na Folha de S. Paulo em 17.05.1995, data da abertura da exposição: “O que os unia? A rebeldia. Não eram apenas contra os militares que haviam recentemente tomado o poder, mas sobretudo contra a ditadura do abstracionismo. Quem viveu aquele tempo sabe o quanto o show Opinião significou não só para a música popular brasileira, mas também para a resistência intelectual aos primeiros desmandos do regime fardado. Em quase tudo os ignorantes e paranoicos esbirros da nova ordem viam o dedo maligno do comunismo. Confundiam cubismo com Cuba e o romance O Vermelho e o Negro com propaganda comunista e anarquista. Hoje isso parece engraçado, mas na época não era”.

Vejam no link a seguir meu texto “A vida que ´avoa´ com seus mitos” – que consta do Catálogo da mostra Opinião 65/ 30 anos.

https://ronaldowerneck.blogspot.com.br/2018/02/a-vida-que-avoa-com-seus-mitos.html

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: