HÉLDER COSTA – RECORDANDO UMA POESIA

Recordando uma poesia.

 

E a guerra espalha-se.

Mas não me preocupa a guerra que está sempre presente na rádio, na televisão, nos jornais.

O que me preocupa é a outra, a secreta, a criada em mil cumplicidades e que continua impune. A execução  da activista Brasileira (Que..ATENÇÃO! foi saudada e elogiada  no FB!), os assassinatos diários de sindicalistas e activistas na Colombia , e mil outras situações não nos podem deixar tranquilos.

Principalmente porque o domínio do medo e a cegueira do egoísmo faz –nos não querer perceber a mancha de horror que continua a alastrar.

Há dezenas de anos, o padre Martin Niemuller, escreveu uma poesia também adaptada por Brecht e Maiakowski. Era um alerta, que infelizmente não funcionou.

 

Primeiro levaram os comunistas. Mas eu não me importei porque não era comigo.

Em seguida levaram alguns operários. Mas a mim isso não me afectou porque não sou operário.

Depois prenderam os sindicalistas. Mas eu não me incomodei porque nunca fui sindicalista.

Logo a seguir chegou a vez de alguns padres. Mas como não sou religioso, também não liguei.

Agora levaram-me a mim.

E quando percebi já era tarde.

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: