CARTA DE BRAGA – “títulos e cabeleiras” por António Oliveira

 

Vivemos tempos paradoxais!

Os novos especialistas da tesoura juntam-se agora em modernas e barulhentas ‘barber shops’, onde entra gente com visual fora de moda e saem cópias de outra gente já a seguir outras linhas de corte de cabelo, da esfregona e da crista, até à rapadela com riscos de orientação variada.

Não fosse a batida (sempre alta!) da música que dali sai e me obriga ao quase impossível passar longe daquilo, nada me leva a assumir qualquer posição crítica, até por cada um poder fazer da cabeça o que entender.

O paradoxo está na moda a surgir ultimamente na área da política onde as cabeleiras também já mostram novos caminhos, talvez apontados e atrás de aparentemente revoltos, ou primorosamente arranjados, apêndices capilares.

O último a apresentar-se à sociedade foi um pândego político britânico, antecedido por um título a atrair a atenção ‘Quem quer substituir Theresa May?’ para mostrar uma cabeleira loira revolta, em cima de um carão arredondado e com nome de embalagem de pó-de-talco, ‘Johnson’.

O título, de algum modo a fazer lembrar o ‘Quem quer casar com a Carochinha?’, não dá garantias de tal pândego vir a cair no caldeirão, mas a hemeroteca onde se guardam os registos de uma visita recente a este país, quase garantem ser esse o caminho a aconselhar.

Aqui mais próximo, do outro lado da península um outro despenteado, prófugo mas com os sócios arrestados, conseguiu acabar com a convivência numa região inteira por querer agarrar e Lua com os dois braços, mas agarrou apenas um ‘Waterloo’, o local onde se refugiou (coincidência curiosa com a última batalha de Napoleão!)

Do lado de lá do charco, a cabeleira mais conhecida do ‘mundo e arredores’, mostra a valia através de alguns títulos fascinantes também, como ‘A caridade é a única esperança para os milhões de pessoas, excluídas do sistema sanitário’ ou ‘Trump já mentiu 10.111 vezes desde que é presidente dos EUA?’.

Edificante!

Por cá somos mais modestos, até nos apêndices capilares!

O título de um diário nacional diz apenas ‘Na semana em que José Berardo pediu desculpas pelo seu comportamento na Assembleia da República, a onda de polémicas em torno do empresário madeirense continua a crescer, entre investigações, condecorações e milhões

País pequeno, artista descabelado, mas título grandioso a compensar!

António M. Oliveira

Não respeito as normas que o Acordo Ortográfico me quer impor

One comment

  1. Raul Manuel Freitas Araujo Rocha

    Pois…Não temos esses loiros desmiolados, apalhaçados, mas temo que a moda se vá instalando…VADE RETRO!!!!!Já nos chegam os Berardos !!:)

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: