Posts Tagged: antónio oliveira

CARTA DE BRAGA – “de pandemias, colibris e xadrez” por António Oliveira

Atrás desta pandemia, como talvez já tenha havido atrás de outras, está o modo como temos visto acumularem-se riquezas, dinheiros e bens materiais, usando mesmo as virtuais e actuais formas para as juntarem e esconderem dos ‘olheiros’ das democracias. Usava-se

CARTA DE BRAGA – “saúde planetária” por António Oliveira

A maioria das considerações desta Carta, têm por base um dossier com o mesmo título, saído na revista ‘Philosophie’ de Junho, em que participaram especialistas de respeitados institutos e universidades, para propor algumas formas distintas de aproximação, às questões levantadas

CARTA DE BRAGA – “da nova normalidade” por António Oliveira

São estranhos estes dias! Saio de casa eufórico só por sair, mesmo a respirar um ar já ‘usado’, por juntar o que deito fora ao que vem através da máscara, aquele ‘enfeite’ que o bom senso me impede de deitar

CARTA DE BRAGA – “a rolinha das seis” por António Oliveira

À hora a que me levanto, ouve-se muito e só a passarada, em que os melros levam a melhor, pois nunca vi tantos em tão pouco espaço, mas não posso deixar de referir a minha ‘rolinha das seis’. Vem todos

CARTA DE BRAGA – “de cuecas e virus” por António Oliveira

Parece-me que a crise que estamos a viver, a do ‘corona’, deixou ‘em cuecas’ a maioria da classe política actual, a começar pela das grandes potências que, pela interpretação ou interesses, reagiu unilateralmente, esquecendo que este mundo é apenas uma

CARTA DE BRAGA – “da crise e de coisas velhas” por António Oliveira

Este ‘corona’, prefiro dizer assim, pois ‘covid-19’ parece-me uma trapalhada a terminar em data de incorporação militar, não compensa a tristeza de o aturar, até por ameaçar manter-se ainda muito mais tempo, bem longe das pressas de alguns em retomar aquilo

CARTA DE BRAGA – “de Lorca e Lucrécio” por António Oliveira

  Este texto foi escrito na passada sexta feira e, até por isso, se mantém a escrita e a data. Hoje é dia 5 de Junho, dizem-no do Ambiente e não sei se este texto vai servir para uma Carta no “Viagem”

CARTA DE BRAGA – “sinto-me mal” por António Oliveira

Só sei que me sinto mal, mas não sei bem qual a razão! Estamos(estou) a safar-nos de um ‘corona’, ainda não totalmente livres de um outro drama, a crise financeira de 2008 que nos (me) trouxe o ‘austericídio’ de 2011 e hoje fui ‘agredido’

CARTA DE BRAGA – “à civil e fardados” por António Oliveira

Aqui há uns dias, um sujeito entrava e saía de um restaurante, sem a máscara que devia usar e refilou comigo e com a minha esposa quando o avisámos disso. Um exemplo perfeito da atitude negativa de alguém frente a

CARTA DE BRAGA – “relato sobre as minhas algibeiras” por António Oliveira

‘Aceito lições de quem é virtuoso, mas da Holanda, transformado no maior paraíso fiscal europeu, não aceito lições, era o que faltava! As lições aceito-as em alemão, não em flamengo!’ Este ‘desabafo’ de Romano Prodi, o economista italiano presidente da

CARTA DE BRAGA – “da cultura e da palavra” por António Oliveira

Manuel Gama não é actor de televisão, nem da netflix, não é jogador de futebol nem discute futebolices nos ecrãs, não aparece em calções mais um carrinho de compras no supermercado, não tem as câmaras dos ‘manhas’ de todos os dias,

CARTA DE BRAGA – “de adeus e escolhas” por António Oliveira

Adeus abraços, adeus beijos, adeus selfies! Não sei por quanto tempo, se será só para mim, se para os mais velhos, se só para quem sabe o significado dos termos responsabilidade e respeito, mas estou mesmo convencido que os efeitos daquele Adeus,

CARTA DE BRAGA – “de intelectuais e moscas” por António Oliveira

  Num dos seus últimos artigos, Boaventura Sousa Santos afirmou ‘O deus, o vírus e os mercados são as formulações do último reino, o mais invisível e imprevisível, o reino da gloria celestial ou da perdição infernal. Só ascendem a

CARTA DE BRAGA – “de livros e escritores” por António Oliveira

Todos os dias os ecrãs, grandes e pequenos, se perguntam, ou nos perguntam, quando volta a praia, os festivais, os futebóis, para no lado de cá discutirmos, enchermos páginas de jornais, da especialidade ou não, como se futuro mais ou

CARTA DE BRAGA – “um período complicado” por António Oliveira

O mundo está a atravessar um período complicado, talvez charneira, para uma outra época, mais humana, ou melhor, para sociedades onde o ser humano se possa sentir cómodo e respeitado, sabendo que lá, até poderá ter um passado, para poder