A BARRACA – HÉLDER MATEUS DA COSTA – ENCONTRO IMAGINÁRIO – debate entre personagens marcantes da história universal – OSCAR SCHINDLER, BORIS VIAN e MARTIN BORMANN – com a participação da sociedade civil – II PARTE, CANÇÕES por ROGÉRIO CHARRAZ – ATENÇÃO!!! É HOJE, SEGUNDA-FEIRA, 21 de OUTUBRO, às 21.30

 

Oscar Schindler (Svitavy28 de abril de 1908 – Hildesheim9 de outubro de 1974) foi um industrial alemão sudeto, espião e membro do Partido Nazi, que teria salvo da morte 1200 judeus durante o Holocausto,[1] empregando-os nas suas fábricas de esmaltes e munições, localizadas nas actuais Polónia e República Checa, respectivamente. Schindler recebeu a designação de Justos entre as nações pelo governo de Israel em 1963, e morreu a 9 de Outubro de 1974. José Rebelo, jornalista, interpreta.

Boris Vian (Ville-d’Avray10 de Março de 1920 — Paris23 de Junho de 1959), foi um engenheiroescritorPoetaTradutor e cantautor francês, identificado com o movimento surrealista e o anarquismo enquanto filosofia política. Escreveu muitas canções que alcançaram uma grande notoriedade como Le DéserteurLa Java des bombes atomiques. Chegou a ter uma banda Jazz formada por si e pelos seus dois irmãos que tocava no famoso clube de Jazz do Quartier Latin Le Tabou. Vian foi o responsável pelo lançamento de vários interpretes da canção Francesa, nomeadamente Serge Reggiani e Juliette Gréco. Interpretação do cantautor Rogério Charraz.

Martin Bormann (Wegeleben, 17 de Junho de 1900 – Berlim, 2 de Maio de 1945) foi um destacado oficial durante a Alemanha Nazi, com um poder muito significativo no Terceiro Reich ao usar a sua posição de secretário privado de Adolf Hitler para controlar o fluxo de informação e acesso ao Führer. Depois do suicídio de Hitler, Bormann e outros tentaram fugir de Berlim no dia 2 de Maio para evitarem ser apanhados pelos soviéticos. Bormann ter-se-à suicidado numa ponte perto da estação de Lehrter e o seu corpo foi descoberto anos mais tarde. Foi julgado in absentia pelo Tribunal Militar Internacional nos Julgamentos de Nuremberga de 1945 e 1946 e condenado à morte por enforcamento por crimes de guerra e contra a humanidade. Interpretação do economista Helder Oliveira.

RESERVAS : por este mail ou 213965360

 

   II PARTE

Canções por    Rogério Charraz.

ULTIMAS RESERVAS: por este mail, https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox/FMfcgxwDrlbPMgfPbVKSCrvzbVvWszMT

ou 213965360

 

CONTACTOS

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: