FRATERNIZAR – A nefasta influência dos Livros sagrados – DEMOCRACIAS OU TEOCRACIAS RELIGIOSAS, LAICAS E ATEIAS?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 

 

 

É possível gerar autênticas democracias sob a influência do nefasto sopro ideológico e teológico que atravessa os Livros sagrados da primeira à última página? Esse sopro não é sempre gerador de teocracias? Os impérios do passado e do presente – hoje, os omnipotentes e omnipresentes impérios financeiros – não são todos teocráticos? As próprias democracias – etimologicamente, o Poder do Povo – não respiram, como os impérios, o mesmo sopro ideológico e teológico dos Livros sagrados? A mera existência de Poder, por mais democrático que se diga, não é gerado pelo sopro ideológico e teológico dos Livros sagrados? Conhecemos alguma democracia que não seja partidocracia, o Poder do Partidos? E os Povos não são os primeiros a exigir o Poder?!

Sempre temos vivido, nestes milénios passados, sob a nefasta influência do sopro ideológico e teológico que atravessa os Livros sagrados, concretamente, os do Judaísmo, do cristianismo e do islamismo. Os povos da Ásia seguem outros livros sagrados, aparentemente, distintos dos do Ocidente. Na verdade são mais iguais do que distintos. Todos sem excepção colocam Deus no topo dos topos. Por isso a teocracia – o Poder de Deus – continua a ser hoje o sistema de Poder que governa-domina os povos da terra, inclusive, aquelas nações que se orgulham de democracias. De modo que o Poder sempre tem estado aí ao comando dos povos. Em vez dos povos ao comando.

Nos impérios, com destaque para os financeiros, o Poder é asumidamente divino, por isso, teocrático – o Poder de Deus – intermediado pelos imperadores, sumos-sacerdotes e juízes. Servidos por agentes de turno, todos da sua confiança. Que o são só e enquanto merecem a sua confiança. No dia em que esta for quebrada, voltam todos ao nada de onde emergiram. Não! Não voltam à humanidade. Voltassem e seriam seres humanos. Mas esta conversão é-lhes totalmente impedida e negada. Formatados para protagonizarem aquele papel, jamais regressam ao humano de onde saíram. Resta-lhes o suicídio. Na hora, ou lentamente, num penoso viver de inferno.

Somos terceiro milénio, mas ainda mais teocráticos do que os anteriores. Teocracias laicas, ateias e agnósticas. As piores. As teocracias religiosas do passado ainda revelavam alguma sensibilidade para com as maiorias empobrecidas e excluídas da mesa dos privilégios. Mas este terceiro milénio é já pós-religioso, pós-cristão e até pós-islâmico. Seria um avanço civilizacional, se fôssemos mais humanos. Não somos. As teocracias laicas, ateias e agnósticas são cientificamente inumanas. Sádicas. Cruéis. Não damos por isso, porque as overdoses de todos os tipos de ópio dos regimes teocráticos dos Partidos e das Corporações são contínuas. E não vemos que somos cada vez mais sós.

Chegamos então a um beco sem saída, já que dentro do Poder não há lugar para o Humano se desenvolver? Não chegamos! Há saída. Só que esta exige-nos a definitiva renúncia aos Livros sagrados e a todo o tipo de teocracias, as piores das quais são as teocracias laicas, ateias, agnósticas. Só quando pusermos os seres humanos e os povos antes de Deus, podemos finalmente protagonizar na História um caminho que nos faz crescer de dentro para fora em humano cientificamente religados e organizados, capazes de comandarmos os nossos destinos e os do planeta. É por aqui que navega o Sopro de Jesus histórico, o filho de Maria, crucificado em abril do ano 30 em Jerusalém e que o meu Livro 50 traz de volta. A sua fé e a sua teologia, sistematicamente reprimidas pelas teocracias religiosas, laicas, ateias, agnósticas, são as únicas Fé e Teologia que colocam o bem dos seres humanos e dos povos que estamos sempre a ver, antes de Deus que nunca vemos. Por isso, a única Revolução antropológica-teológica que ‘puxa’ pelos seres humanos e os povos e lhes confia o comando dos próprios destinos e os destinos do planeta. Façamos-la nossa e pratiquemos-la, ou perecemos!

 

www.jornalfraternizar.pt

Nota: Se abrir, verá outros textos desta semana nas respectivas pastas já activadas.

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: