CTA – TEATRO NACIONAL SÃO CARLOS – ORQUESTRA SINFÓNICA PORTUGUESA – MAESTRINA JOANA CARNEIRO dirige “THE KNABEN WUNDERHORN”, de GUSTAV MAHLER – HOJE, SEXTA-FEIRA, 30 de OUTUBRO, e AMANHÃ, SÁBADO, 31 de OUTUBRO, sempre às 21.00 – no TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE, em ALMADA

Des Knaben Wunderhorn, de Gustav Mahler, dirigido pela maestrina Joana Carneiro, para a Orquestra Sinfónica Portuguesa

 

 

Joana Carneiro dirige Des Knaben Wunderhorn no TMJB

 

O Teatro Nacional de São de Carlos vai ao TMJB com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigida pela maestrina Joana Carneiro para dois concertos comentados, às 21h, nos dias 30 e 31 de Outubro. Para programa temos Des Knaben Wunderhorn, de Gustav Mahler. 

 

Percebeu-se há já décadas (pelo menos desde o exemplo de Leonard Bernstein) que um intérprete é o melhor comentador de uma obra musical pelo conhecimento que tem da estrutura profunda e dos mais ínfimos pormenores da mesma. Teremos agora um concerto comentado centrado na Sinfonia n.º 4 de Gustav Mahler. Apesar da visão profundamente disfórica da obra deste compositor (autor de um ciclo que se intitula Canções das Crianças Mortas!), esta sinfonia inicia-se e decorre num clima surpreendentemente aprazível. No seu derradeiro andamento ergue-se mesmo um luminoso solo para soprano que nos fala… de iguarias celestes! Venha saboreá-las connosco!

A maestrina Joana Carneiro é, desde Janeiro de 2014, Maestrina Titular da Orquestra Sinfónica Portuguesa. Em 2009 foi nomeada Directora Musical da Sinfónica de Berkeley. Maestrina Convidada da Orquestra Gulbenkian e Directora Artística do Estágio Gulbenkian para Orquestra (Orquestra de Jovens) da Fundação Calouste Gulbenkian, dirigiu já muitas grandes orquestras de méritos internacionais, caso das Orquestras Sinfónicas de Toronto, Gothenburg, Gävle, Malmö, Sydney, Nova Zelândia, ou ainda a Orquestra Nacional de Espanha. Recebeu já, entre outras distinções, o Prémio Helen M. Thompson da League of American Symphony Orchestras, destinado a reconhecer directores musicais com potencial extraordinário.

A soprano Ana Quintans iniciou-se profissionalmente em 2005 com a música de Monteverdi, tendo vindo a dedicar a maior parte do seu trabalho à música dos sécs. XVII e XVIII. O seu talento tem brilhado nos maiores palcos da grande música do Mundo.

Orquestra Sinfónica Portuguesa (Sala Principal, dias 30 e 31 de Outubro, às 21h) M/6

Direcção Musical Joana Carneiro
Soprano Ana Quintans
Barítono Julien Van Mellaerts

Orquestra Sinfónica Portuguesa

 

PROGRAMA
Gustav Mahler – Des Knaben Wunderhorn

 

Todas as informações em ctalmada.pt

 

Com o apoio

 

 

Miguel Martins

Comunicação

 

 

+351 21 273 93 60 | +351 91 540 70 94

imprensa@ctalmada.pt | www.ctalmada.pt

 

 

Leave a Reply