DECLARAÇÃO DE GUERRA – GRITAREI – por SAMIH AL-QASSIM – a selecção de CID SIMÕES

Chamas após caças israelitas atacarem a Cidade de Gaza no dia 13 de maio de 2021 [Ashraf Amra/Agência Anadolu]
 (1939 – 2014)

DECLARAÇÃO DE GUERRA

 

GRITAREI

 

Enquanto me restem algumas polegadas de terra

enquanto me reste uma oliveira

uma laranjeira

um poço… um bosquezinho de cactus

enquanto me restem lembranças

uma pequena biblioteca

a foto de um antepassado… um muro

enquanto restem em meu país palavras árabes

e cantos populares,

enquanto restem manuscritos de poemas

e os contos de Antar Al´Absi

as guerras do apelo nas comarcas de Roma e da Pérsia

enquanto me restem olhos

livros

mãos

enquanto me reste… alento

gritarei de frente ao inimigo

gritarei, declaração de guerra

em nome de homens livres

operários, estudantes, poetas

gritarei… e que os parasitas

e os inimigos do sol

se fartarem do pão da vergonha

enquanto me reste alento

e alento me restará

minha palavra será o pão e a alma

entre as mãos dos guerrilheiros

Samih al Qassim

سميح القاسم

***

Leia este poema de Samih-al-Qassim em Voar fora da Asa clicando em:

voar fora da asa: DECLARAÇÃO DE GUERRA – Samih al Qassim سميح القاسم

 

Leave a Reply