24 PRELÚDIOS DE CHOPIN – por Clara Castilho

 

 

 

 

“A simplicidade é a conquista final. Depois de ter tocado uma quantidade de notas e mais notas, é a

 simplicidade que emerge como a recompensa coroada da arte.”

CHOPIN

Várias leituras recentes me levaram a voltar a ouvir os Prelúdios de Chopin e a tentar saber mais sobre a sua criação. São peças curtas para piano, cuja duração vai de meio a pouco mais de cinco minutos, cada uma em sua tonalidade.

Depois da influência de Bach na sua formação, tocando-o diariamente, Chopin fez estes Prelúdios como uma “reelaboração” do conceito de improvisação de Bach.

Frederic Chopin, de origem polaca, viveu entre 1810 e 1849 e é considerado um dos maiores compositores do Romantismo.

Os Prelúdios foram compostos entre 1836 e 1838 e correspondem à época em que Chopin viveu com a escritora George Sand. Encontraram-se pela primeira vez em 1836, numa altura em que conviviam também com Liszt e outros membros do círculo de artistas e escritores. George apaixonou-se logo por aquele “pobre anjo muito triste”, seis anos mais jovem que ela, na altura carente de cuidados, doente, desamparado…Li há muitos anos as “Cartas”de George Sand e guardo na memória a evocação desta paixão destinada a pouco durar…

E escreveu Chopin: “Vi-a três vezes. Ela olhava-me profundamente nos olhos, enquanto eu tocava. Era uma música um pouco triste, lendas do Danúbio; o meu coração dançava com o dela no país longínquo. E os seus olhos nos meus, olhos escuros, singulares, que diziam? Apoiava-se sobre o piano e os seus olhares abrasadores inundavam-me. Flores à nossa volta. O meu coração estava preso…”. Foi na época em que viveram juntos que George Sand escreveu sua novela “Espiridião”.

 

            George Sand a ouvir Chopin

 

Li algures que eles correspondem a todas as oscilações do mar: Agitato, lento, vivace, largo, molto alegre, lento assai.andantino, molto agitato, largo, molto allegro, vivace presto, lento, allegro, sostenuto, presto com fuoco, allegretto,molto allegro, vivace, largo, cantabile, molto agitato, moderato, allegro appassionato.
Podem ser ouvidos todos de seguida, sentindo-se uma certa lógica na sucessão das peças.

 

E, para ilustrar o génio só a magnífica Martha Argerich…

(Chopin – Préludes 1-2-3 & 4 – Martha Argerich)

 

 

 

 

 

Leave a Reply