Tomas Transtromer, Prémio Nobel de Literatura 2011

 

 

 

A Academia Sueca atribuiu hoje o Prémio Nobel de Literatura de 2011 ao poeta sueco Tomas Transtromer, que tem 80 (nasceu em 1931) anos e vive em Estocolmo. Psicólogode formação, exerceu a sua profissão até 1990, altura em que sofreu um acidente cardiovascular.

 

Desde os 17 anos que escreve poesia. O seu primeiro livro, Seventeen Poems, saiu em 1954. As suas obras principais serão Windows and Stones (1966) e Baltics (1974). A sua obra já foi traduzida para mais de 50 línguas. A sua poesia contém um grande fervor interior, recriando por vezes ambientes de sonho. Chegou a ser classificada como próxima do surrealismo.

 

O seu amigo e admirador Robert Bly assegurou a tradução para inglês da maior parte do seu trabalho.

 

Desde 1974 que o Prémio Nobel de Literatura não era atribuído a um sueco (Eyvund Johnson e Harry Martinson).

 

A seguir, graças ao site www.poets.org apresentamos um dos seus poemas, After a Death, traduzido por Robert Bly.

 

 

Once there was a shock

that left behind a long, shimmering comet tail.

It keeps us inside. It makes the TV pictures snowy.

It settles in cold drops on the telephone wires.

 

One can still go slowly on skis in the winter sun

through brush where a few leaves hang on.

They resemble pages torn from old telephone directories.

Names swallowed by the cold.

 

It is still beautiful to hear the heart beat

but often the shadow seems more real than the body.

The samurai looks insignificant

beside his armor of black dragon scales.

Leave a Reply