UM CAFÉ NA INTERNET – Inútil, por Maria Teresa Horta

(1937 – ) 

Um café na Internet

 

 

 

 

 

 

 

 


 

É inútil negar

um deus

por cada horizonte

 

ou paisagem de cabelos

com sol

a correr p’las ancas

 

O silêncio dos balouços

como degraus

pelas fontes

 

liquidamente tentados

a chorar

os frutos roucos

 

É inútil inventarmos

a estátua

por casa evasão

palavra ─ âncora

da noite

 

Cidadelas Submersas, 1961. In Poesia Completa, edição Litexa, 1983. Um cumprimento à Maria Teresa Horta, e o nosso obrigado, extensivo à editora. 

Leave a Reply