UM ENCARGO QUE CONTABILISTICAMENTE FAZ CAIR A PIQUE OS RESULTADOS FINANCEIROS DO MORGAN STANLEY NO TERCEIRO TRIMESTRE

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota

Le Monde e AFP

O  banco americano de investimento Morgan Stanley viu, quinta-feira, 18 de Outubro, os seus lucros a cair no terceiro trimestre devido a aumento dos custos contabilísticos; mas se excluirmos este tipo de  itens especiais, os resultados  no entanto foram  melhores  do que o esperado.

A perda líquida do grupo atinge os mil milhões de dólares contra  um lucro de 2,2 mil milhões um ano antes. Na verdade, as contas para o terceiro trimestre incluem um encargo contabilístico de 2,3 mil milhões relacionadas com um ajuste à abaixa  dos activos relacionados com as  taxas  de juros. Por outro lado, o terceiro trimestre de 2011 teve  um excepcional ganho contabilístico.

Excluindo itens extraordinários, o banco gerou um lucro de 28 cêntimos  por acção, enquanto os analistas tinham previsto um ganho de 24 cêntimos,  em média. O volume de negócios caiu de 46% para US $ 5,3 mil milhões. É inferior aos  6,4 mil milhões esperados, mas se excluirmos os encargos excepcionais, que afecta a valorização  dos produtos, este resultado supera as expectativas.

3,9 Milhares de milhões de dólares para remunerações

A acção progrediu de  1,51%  em 18,77 dólares aquando das  trocas electrónicas sobre títulos  feitas 30 minutos após a publicação dos resultados. O seu CEO James Gorman acolheu os resultados   muito entusiasticamente  “, ilustrando  uma empresa equilibrada , com um boa recentragem estratégica  e clara.” “A recuperação nas vendas e de corretagem sobre os produtos ligados às  taxas de juros  indica que os nossos clientes se têm estado a empenhar nos mercados”, disse ele. E este executivo acrescentou que o banco começou a ver ” todo o seu potencial” da divisão de gestão de activos.

A divisão de corretagem registou uma perda de US $ 1,4 mil milhões, devido ao reajuste contabilístico das despesas da dívida. As receitas de consultoria e de corretagem de acções caíram, as de corretagem e venda de matérias-primas e produtos ligados às taxas  (bónus, derivados  de crédito, etc ) têm aumentado significativamente.

A divisão de gestão de fortunas  registou um lucro de US $ 239 milhões, em queda de 33%, mas as  suas receitas subiram  ligeiramente. Por fim, a divisão de gestão de activos registou um lucro de US $ 198 milhões, contra um prejuízo um ano antes, com as receitas a  triplicarem para US $ 631 milhões. O banco destinou  US $ 3,9 mil milhões para pagar  aos  seus funcionários neste trimestre – 8% a mais do que   há um ano.

Le Monde.fr e AFP,  Une charge comptable plombe le bénéfice de Morgan Stanley au troisième trimestre, Le Monde, 18.10.2012.

Leave a Reply