OSCAR NIEMEYER – «BELEZA É FUNÇÃO». Por José de Brito Guerreiro

 “Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.”

Oscar Niemeyer

Casa.das.Canoas_1953
1 – Casa.das.Canoas_1953
Casa.das.Canoas_1953
2 – Casa.das. Canoas_1953

Óscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares Filho (1907-2012), nascido no Rio de Janeiro, estudou na Escola Nacional de Belas Artes e trabalhou no atelier de Lúcio Costa, que o apresentou a Le Corbusier. Durante o período compreendido entre 1940 e 1954, a sua obra centrou-se em três cidades: Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Posteriormente, com Lúcio Costa, projectou vários edifícios públicos para a cidade de Brasília. Em 1964, por razões políticas, exilou-se na Europa, onde concebeu, entre outras obras, a sede do Partido Comunista Francês. Com a queda da ditadura regressou ao Brasil, retomando de imediato a sua actividade profissional.

Le Corbusier disse um dia a Niemeyer: “Óscar, tens sempre nos olhos as montanhas do Rio. Com o betão constróis o barroco”. E esta expressão abarca a sua vontade de identidade, as suas raízes e a sua universalidade.

A arquitectura de Óscar Niemeyer é difícil de enquadrar dentro dos cânones internacionais do racionalismo, uma vez que não segue os caminhos convencionados. Do ponto de vista crítico, não se pode incluir propriamente no estilo ecléctico, mesmo que a sua arquitectura se apresente impregnada de grande fantasia. Óscar Niemeyer é algo mais. Se analisarmos profundamente a sua obra, verificamos que entra brilhantemente no grupo dos mais destacados intérpretes da imaginação associada à função. É esta a característica que o distingue com maior nitidez.

3 - Casino.de.Pampulha_1940-1942
3 – Casino.de.Pampulha_1940-1942
4 - Casino.de.Pampulha_1940-1942
4 – Casino.de.Pampulha_1940-1942

     A arquitectura de  Niemeyer é também caracterizada pelos ritmos acelerados das articulações artísticas e técnicas que convergem para a plenitude das mais diversas composições. Por meio da construção, a sua arquitectura transmite o espírito da existência e da procura de mutações prodigiosas.

IMAGEM.05_Igreja.de.Pampulha_1940
5 – Igreja.de.Pampulha_1940
6 - Igreja.de.Pampulha_1940
6 – Igreja.de.Pampulha_1940
7 - Iate.Clube.de.Pampulha_1940
7 – Iate.Clube.de.Pampulha_1940
8 - Iate.Clube.de.Pampulha_1940
8 – Iate.Clube.de.Pampulha_1940

As suas obras são o resultado de grandes ideias, e delas se extraem conclusões que se projectam para o futuro. Obras-primas como a Casa das Canoas (imagens 01 e 02) no Rio de Janeiro; o Casino (imagens 03 e 04), a Igreja (imagens 05 e 06) e o Iate Clube (imagens 07 e 08) em Pampulha, Belo Horizonte; o conjunto COPAN (imagens 09 e 10) em São Paulo; o Ministério da Educação e Saúde (imagens 11 e 12) no Rio de Janeiro; a residência do presidente Kubitschek (imagens 13 e 14) em Pampulha; o Congresso Nacional (imagens 15 e 16), a Catedral (imagens 17 e 18), o Palácio da Alvorada (imagens 19 e 20) e o Palácio do Planalto (imagens 21 e 22), em Brasília; a sede do Partido Comunista Francês (imagens 23 e 24), em Paris; a sede da Editora Mondadori (imagens 25 e 26), em Milão; e o Museu de Arte Contemporânea de Niterói, por exemplo, existem para servir e para deslumbrar.

9 - Edifício.COPAN_1950
9 – Edifício.COPAN_1950
10 - Edifício.COPAN_1950
10 – Edifício.COPAN_1950
11 - Ministério.da.Educação.e.Saúde_1936-1943
11 – Ministério.da.Educação.e.Saúde_1936-1943
12 - Ministério.da.Educação.e.Saúde_1936-1943
12 – Ministério.da.Educação.e.Saúde_1936-1943
13 - Casa.Juscelino.Kubitschek_1943
13 – Casa.Juscelino.Kubitschek_1943
14 - Casa.Juscelino.Kubitschek_1943
14 – Casa.Juscelino.Kubitschek_1943

E para rematar este texto, impõem-se as palavras de Le Corbusier, perante a Praça dos Três Poderes em Brasília: “Bravo, Óscar, Bravo!”

15 - Congresso.Nacional_1958
15 – Congresso.Nacional_1958
16 - Congresso.Nacional_1958
16 – Congresso.Nacional_1958

“De um traço nasce a arquitetura. E quando ele é bonito e cria surpresa, ela pode atingir, sendo bem conduzida, o nível superior de uma obra de arte.”

Óscar Niemeyer – «Conversa de arquiteto» – página 9, Oscar Niemeyer – Revan, 1993

“Quando uma forma cria beleza tem na beleza sua própria justificativa.”

Óscar Niemeyer – «Meu sósia e eu», Oscar Niemeyer – Editora Revan, 1992

“A gente tem é que sonhar, senão as coisas não acontecem”.

Óscar Niemeyer – Revista Caros Amigos, citado em «Teoría & debate: revista trimestral do Partido dos Trabalhadores», Volume 19, Edições 64-68, Partido dos Trabalhadores (Brasil) – 2005

“Enquanto houver miséria e opressão, ser comunista é a nossa decisão”

Óscar Niemeyer – Citado em «PCB, 80 anos de luta» – página 167, Hiran Roedel – Fundação Dinarco Reis, 2002

“Vocês vão ver os palácios de Brasília, deles podem gostar ou não, mas nunca dizer terem visto antes coisa parecida.”

Óscar Niemeyer – «Minha arquitetura» – página 62, Oscar Niemeyer – Editora Revan, 2002

“Não há nada mais importante que a mulher, o resto é bobagem. É ou não é?”

Óscar Niemeyer – «Sobre as mulheres» – Fonte: Revista Isto É Gente.  Edição 373

“O mais importante não é a arquitetura, mas a vida, os amigos e este mundo injusto que devemos modificar”.

Óscar Niemeyer – Entrevista à Revista Isto É, edição 132, 11/02/2002

“Nem meus amigos, que me ajudaram muito, como o Juscelino Kubitschek, entendiam. As pessoas viam os projetos e diziam: ‘Que bonito!’ Mas não estavam entendendo nada.”

Óscar Niemeyer – Sobre o seu projeto de construção de Brasília; citado em Revista Veja, Especial 2000

“Cem anos é uma bobagem, depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira, cada minuto também, e acho que passei bem por ela”.

Óscar Niemeyer – Citado em Uol Notícias, 12/12/2007

17 - Catedral - Brasília
17 – Catedral – Brasília
18 - Catedral_1959-1970
18 – Catedral_1959-1970

“Meu trabalho não tem importância, nem a arquitetura tem importância para mim. Para mim o importante é a vida, a gente se abraçar, conhecer as pessoas, haver solidariedade, pensar num mundo melhor, o resto é conversa fiada”.

Óscar Niemeyer – Entrevista a Isabel Murray; Portal BBC Brasil, 20 de abril, 2001

“Eu não dou a menor importância a dinheiro. Nem à própria vida. A vida é um sopro, um minuto. A gente, nasce, morre. O ser humano é um ser completamente abandonado…”

Óscar Niemeyer – Entrevista a Isabel Murray; Portal BBC Brasil, 20 de abril, 2001

“O trabalho me distrai. Na minha idade a gente não pode ficar desocupado, que só pensa besteira.”

Óscar Niemeyer – Entrevista a Isabel Murray; Portal BBC Brasil, 20 de abril, 2001

19 - Palácio.da.Alvorada_1957
19 – Palácio.da.Alvorada_1957
20 - Palácio.da.Alvorada_1957
20 – Palácio.da.Alvorada_195

“Não entendo quem tem medo dos vãos livres. O espaço faz parte da arquitetura”.

Sem rodeios: conto, Oscar Niemeyer – Editora Revan, 2006

“O governo Lula pela primeira vez deixou o povo brasileiro sorrir um pouco”.

Óscar Niemeyer – Em 2010, ao declarar voto em Dilma Rousseff

“Estou surpreso. Sou apenas um arquiteto.”

Óscar Niemeyer – Ao receber o prémio de Intelectual do Ano de 2004, concedido pelo Fórum do Rio de Janeiro; citado em Revista ISTO É Gente, edição 280, 20/12/2004

21 - Palácio.do.Planalto_1958-1960
21 – Palácio.do.Planalto_1958-1960

    

22 - Palácio.do.Planalto_1958-1960
22 – Palácio.do.Planalto_1958-1960

 

IMAGEM.23_Partido.Comunista.Francês_1965-1967-1981

24 - Partido.Comunista.Francês_1965-1967-1981
24 – Partido.Comunista.Francês_1965-1967-1981
25 - Editora.Mondadori_1968-1975
25 – Editora.Mondadori_1968-1975
27 - MAC.Niterói_1991-1996
27 – MAC.Niterói_1991-1996
26 - Palazzo-Monda 1968 - 1975
26 – Palazzo-Monda 1968 –
IMAGEM.28_MAC.Niterói_1991-1996
28 – MAC.Niterói_1991-1996

BIBLIOGRAFIA

 

. Ma. Botey, Josep – Oscar Niemeyer. Obras y Proyectos · Works and Projects. Barcelona, Editorial Gustavo Gili, SA, 1996

1 Comment

Leave a Reply