REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

 Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

europe_pol_1993

São as sombrias previsões económicas do BCE excessivamente dramáticas?

Shai Ahmed,  Editor Associado, CNBC, Sexta-feira, 7 Dec 2012 | 6:34 AM ET

previsõesPaul Bradbury | The Image Bank | Getty Images

Embora o fluxo de dados económicos sombrios para a zona euro continue  imparável, as novas previsões pessimistas emitidas  pelos técnicos do  Banco Central Europeu,  bem como pelos técnicos do  Banco Central da Alemanha são muito negativas, diz-nos  Giles Keating, Director do departamento de pesquisa  no Credit Suisse na sexta-feira.

Na terça-feira o BCE reviu significativamente em baixa as suas previsões de crescimento da zona euro para 2013. Prevê agora que a evolução do PIB se situe entre uma queda de 0,9% e um crescimento de 0,3% no próximo ano. Na sexta-feira o Bundesbank alemão fez um corte nas suas previsões para a maior economia da zona euro. Prevê agora que a economia alemã cresça 0,7% neste ano, uma taxa inferior à previsão inicial de 1,0%, e que cresça 0,4% no próximo ano

“O Bundesbank está a exagerar um pouco para o lado negativo tal como o BCE. É uma  estimativa muito dramática quanto às  projecções   sobre o  PIB. Os dados de produção alemã mostram uma pequena e breve  descida   mas a economia rapidamente recupera . As pessoas lêem todas as má notícias e, em seguida, comportam-se de forma   de modo  um pouco tendencioso,” disse Keating disse à CNBC.

Carsten Brzeski, economista principal do ING na  Bélgica disse que o BCE tinha sido “surpreendentemente  pessimista “ nas  suas perspectivas económicas.

“Apesar destas perspectivas económicas pessimistas   do BCE manteve as  taxas ao mesmo nível, e em que os riscos para as perspectivas económicas se encontram  ainda para o lado negativo [mas] parece que por esse campo há  divergentes pontos de vista sobre as perspectivas no BCE.  O comentário de Draghi  de  que há um “ predominante consenso “ para   deixar as taxas inalteradas indica que alguns membros do BCE devem ter estado favor de um corte da taxa  de juro, ” indica  Brzeski disse numa nota.

No entanto, alguns analistas acreditam que as previsões sombrias não foram suficientemente longe  para poderem  mostrar  em  toda a extensão o fraco  ambiente económico que poderemos presenciar no próximo ano .

Numa nota, Jennifer McKeown, economista  principal  em  Capital Economics   disse que o BCE se tornou  “muito mais sombrio” sobre as perspectivas de crescimento, mas que as suas próprias previsões sugeriram uma recessão ainda mais profunda e mais  prolongada, com uma queda de cerca de 2,5% para o ano que vem.

“Em síntese, a Conferência de imprensa poderá dar muito pouco conforto para aqueles que esperam que a crise da zona  euro possa já ter passado pelo seu pior  no passado. Mesmo o BCE pensa agora que se estará em recessão  durante muito tempo, mas que por agora parece não ter muita vontade ou é então incapaz de fazer   muita coisa para a impedir  disse McKeown.

A desconexão nos mercados  

Os mercados europeus sobre acções  parecem ter desconsiderado  o pior das previsões negativas  como, por exemplo,  o DAX na  Alemanha na quinta-feira em que se  desafiou  a avaliação pessimista  da zona  euro expressa  por Mario Draghi, Presidente do BCE.

O índice de referencia de DAX  atingiu o seu valor mais alto desde há  cinco anos – até quase 28 por cento ao ano – com Keating a  sugerir   que é necessária uma nova avaliação sobre saúde na zona euro .

Keating disse ainda que se mantém cautelosamente optimista sobre a evolução dos mercados para o próximo ano .

“Eu seria razoavelmente optimista , tanto o S & P como o  Dax podem assumir  um  respeitável crescimento para o ano que vem, e o crescimento económico não é tudo . [Com] o crescimento dos lucros, havia um entendimento de que os analistas estavam  a  rever em baixa e há um monte de sinais de que isso está agora a chegar  ao fim. Podemos ver o crescimento dos lucros no próximo  ano , em particular na Alemanha que está muito virada para  as exportações. Os EUA também tem o seu potencial de surpresa, no sentido da subida, ” acrescentou.

Leave a Reply