Lela (Castelão) – canta Maria do Ceo

peninsula_sempre-galiza

Maria do Ceo canta Lela, poema de Daniel Castelão

lela

LELA

 

Estão as nuvens chorando

por um amor que morreu

Estão as ruas molhadas

de tanto como choveu (bis)

Lela, Lela,

Lelinha por quem eu morro

quero mirar-me

nas meninas dos teus olhos

Não me deixes

e tem compaixão de mim.

Sem ti não posso,

sem ti não posso viver.

Dá-me alento das tuas palavras,

dá-me celme do teu coração,

dá-me lume das tuas miradas,

dá-me vida com teu doce amor. (bis)

Lela, Lela…. ….

Sem ti não posso,

sem ti não posso viver.

 

1 Comment

  1. Daniel Castelão é o autor do desenho e da letra, que faz parte da obra de teatro também dele “Os velhos não devem de namorar-se” (estreada em 1941, mas publicada só em 1953). Mas a música foi composta expressamente para a interpretação do 25 de julho de 1961 por ROSENDO MATO ERMIDA, daquela diretor do coro “Cantigas e Agarimos”, em Compostela.

Leave a Reply