A CHINA PENSA TORNAR OS SEUS FILHOS MAIS INTELIGENTES GRAÇAS À MANIPULAÇÃO GENÉTICA

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

 

Só nos faltava esta, agora! É o comentário que poderemos dizer face ao texto que se segue

Júlio Marques Mota

xxxxxx

A China pensa tornar os seus filhos mais inteligentes graças à manipulação genética

 Por Vanessa Gomes de Sousa

Texto enviado por Philippe Murer, Membre du bureau du Forum Démocratique, Président de l’association Manifeste pour un Débat sur le libre échange, 23 de Março de 2013

 China - III

20 mars 2013

Posté par voltigeur sous Découvertes/sciencesMédical et alimentationRéflexion

 

“ E aqueles que não terão o privilégio de beneficiar desta investigação …farão o quê”?

 A China pensa tornar os seus filhos mais inteligentes graças à manipulação genética

Shenzhen, Beijing Genomics Institute, os biólogos identificaram o ADN das pessoas mais inteligentes do mundo. Depois de terem classificado os seus genomas, os cientistas chineses determinaram hoje, o gene da inteligência humana. Graças às suas competências em genética, eles poderão bem favorecer o mais inteligente dos embriões.

O governo chinês dá o seu apoio a um novo programa da engenharia genética que aumentaria a capacidade intelectual das futuras gerações. Os conhecimentos adquiridos pelos biólogos do Beijing Genomics Institute permitem-lhes utilizar o gene que tem influencia sobre a inteligência, informou o site Vice.

Graças à genética, o menos inteligente dos pais poderia garantir um QI brilhante para a sua prole. Essas possibilidades de aplicação metem-nos medo, fazem-nos calafrios. Se os chineses vierem a conseguir alcançar tais manipulações genéticas, no que é que se tornarão os seus filhos? Brilhantes Mutantes.

Para fazer isso, os cientistas chineses analisaram o ADN de 2000 pessoas extremamente inteligentes entre as quais o de Geoffrey Miller, um psicólogo evolucionista e Professor na Universidade de Nova Iorque, para identificar o gene da inteligência.

“A maioria de todos nós temos sido recrutados em conferências científicas, ou por contactos pessoais ” antes de acrescentar: ” primeiro temos que os convencer de que somos tão inteligentes como o dizemos ser ,” declara este último.

Geoffrey Miller defende o programa do Beijing Genomics Institute. Participou com entusiasmo nesse projecto. Hoje, ele está ansioso por ver os biólogos porem-no em prática.

Uma manipulação genética discutível

Os biólogos interviriam sobre uma área específica do embrião. As suas análises, em seguida, determinariam se o gene da inteligência dos pais está presente no ADN do organismo. Se isso não for o caso, ” podem-se testar vários embriões e analisar qual deles será o mais inteligente,” continua o cérebro Geoffrey Miller. No entanto, ele coloca uma nuance, precisando que “estes são genes que os casais já têm”. Além disso, este psicólogo, prevê pois consultas gratuitas para as crianças que aprenderão que elas foram geneticamente manipuladas antes de virem ao mundo.

Dominar o mundo a qualquer preço

O projeto do Beijing Genomics Institute não pretende essencialmente satisfazer os pais inquietos por terem brilhantes crianças. Afinal, os seus quocientes de inteligência ganharão apenas cinco pontos. A ambição do governo chinês é ainda mais importante. «O objectivo da operação é aumentar exponencialmente a inteligência da população», diz Geoffrey Miller. A China procuraria, portanto reforçar o seu domínio sobre o resto do mundo, controlando o ADN dos seus filhos. Mas é realmente necessário…

Auteur : Vanessa Gomes de Sousa

Source : www.gentside.com

Article relayé par: kannie pour Terresacree.org

Leave a Reply