Pentacórdio para Domingo, 14 de Abril

por Rui Oliveira

 

 

 

schubert maior e melhor 

00000047_0002   Sob esta imagem célebre e inspiradora de Gustav Klimt representando Schubert ao piano não podemos deixar de relembrar o concerto com que a georgiana Elisabeth Leonskaja cumprirá a “Integral das Sonatas para Piano de Schubert IV” no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, às 19h, neste Domingo, 14 de Abril.

   O programa prevê :

 

         Franz Schubert  Sonata em Mi maior, D. 459

                                       Sonata em Lá maior, D. 664

                                       Sonata em Lá menor, D. 845

 

   Reproduzimos de novo a interpretação por Elisabeth Leonskaja do 3º Andamento Scherzo: Allegro da Sonata em Lá menor, D. 845 e, para uma busca de coerência  com o seu mestre Sviatoslav Richter, a execução por este da Sonata em Lá maior, D. 664 integral :

 

   E, para rematar, ouça-se um pianista que esteve há pouco no mesmo palco da Gulbenkian, András Schiff, a interpretar (pois não há registo de Elisabeth Leonskaja) a terceira peça do programa, a Sonata em Mi maior, D. 459 em versão integral (acrescente-se que o mesmo András Schiff propõe uma interpretação diferente da de Richter da Sonata em Lá maior, D. 664 aqui  http://youtu.be/HsMHHlDYlMM ) :

 

 

 

 

   Na Fundação Calouste Gulbenkian, contudo, não há apenas este concerto neste Domingo, 14 de Abril.

   Às 11h, no seu Grande Auditório, num Concerto para as Famílias comentado por Pedro Moreira, a OG 50 (designação da Orquestra Gulbenkian na comemoração do seu 50º aniversário) dirigida por Joana Carneiro colaborará com Uri Caine na interpretação das “The Diabelli Variations”  para orquestra de câmara e piano improvisado (num arranjo de Uri Caine).

uri_caine_01_torino2008front   Nota (modificada) do serviço Gulbenkian Música : « Já em Janeiro de 2012, o pianista norte-americano Uri Caine trouxera até ao Grande Auditório da FCG a evocação dos sons que Wagner ouviria nos restaurantes de Veneza e da sua música quando tocada por artistas de café. Desta feita, Beethoven é o alvo do olhar muito particular deste polivalente pianista norte-americano que se situa na fronteira entre o clássico e o jazz e que operou uma metamorfose muito particular nas Variações Diabelli beethovenianas».

   Uri Caine já gravou estes seus arranjos para a WDR com a orquestra do Concert Köln em álbum de 2002 e tem aqui um registo de 2009 das Variações Diabelli com a Orquestra da Toscana :

 

 

 

ano%20de%20portugal%20e%20brasil

   Noutro tipo de música, voltemos à celebração do Ano Brasil/Portugal que se desenrola desde meados do ano passado e levou à criação do Espaço Brasil na LX Factory.

marcio faraco15   Neste Domingo, 14 de Abril, nesse Espaço, às 18h, canta Márcio Faraco que volta a Lisboa para apresentar “O Tempo”, sexto disco de originais deste brasileiro radicado em Paris e diz mesmo o programa do Espaço que «todos os que conhecem o incontornável “Famous Blue Raincoat” o consideram o Leonard Cohen brasileiro (?). A ternura, o respeito pelos outros e um sentimento de reserva são as marcas de Faraco mas sempre com traços das suas influências mais marcantes como é o caso de João Gilberto, António Carlos Jobim e Vinícios de Moraes».   

   Neste álbum, Márcio gravou apenas violão e voz e contou também com as percussões de Júlio Gonçalves, sendo o resultado um disco suave e intimista, onde os temas foram compostos em parceria com vários letristas. Aliás Faraco é um artista com colaborações de peso desde o início da sua carreira, como com Chico Buarque (em Ciranda), com Milton Nascimento (em Um Rio) e mais recentemente como compositor de três temas de sucesso do cantor António Zambujo, “Guia” que dá nome ao quarto álbum de Zambujo e “Fortuna” e “Nau-Frágil”, no CD “Quinto”, último disco do cantor alentejano.marcio faraco 1

   Mostramos-lhe o tema “Porque querer” de Márcio Faraco e Guto Vilaverde deste álbum “O Tempo” ou aqui  http://youtu.be/yuc7voQIDyc  o tema de Faraco com letra de Paulo António Berquó Farias “Acaso, sorte ou destino” :

   (O leitor que ficar interessado, pode aqui ouvir 20 dos seus temas anteriores, começando com “Cidade Miniatura” de Milton Nascimento no álbum “Um Rio” e continuando … http://www.youtube.com/watch?v=WEaVQeQqgTA&feature=share&list=PL2F5C51BA07A3B88B )

 

 

(para as razões desta nova forma de Agenda ler aqui ; consultar a agenda de Sexta aqui)

 

 

 

 

Leave a Reply