A BARRACA – ENCONTRO IMAGINÁRIO Nº 52 – AMANHÃ

Encontro Imaginário nº 52

O próximo Encontro Imaginário transporta- nos ao século XIX e à primeira metade do século XX através de figuras dominantes da actividade artística e cultural: Stefan Zweig (Viena, 28 de novembro de 1881Petrópolis, 23 de fevereiro de 1942) , o famoso escritor, romancista, poeta, dramaturgo, jornalista e biógrafo austríaco de origem judaica, pacifista e lutador anti-nazi, Tamara de Lempicka, notável pintora art déco polaca , uma das divas  dos anos 20,  notável figura  da boémia parisiense, tendo conhecido  Pablo Picasso e Jean Cocteau entre outros. Famosa pela beleza física, era abertamente bissexual e os seus casos com homens e mulheres causavam escândalo na época. E terminamos com  Wagner , maestro, compositor, director de teatro e ensaista alemão, idolatrado por Hitler  e que tem recebido várias críticas pelo conteúdo anti-semita de alguns dos seus escritos.

RESERVAS : este mail, costhelder@gmail.com, ou 213965360 ; 5€

STEFAN ZWEIG

 Stefan Zweig

Stefan Zweig (Viena, 28 de novembro de 1881Petrópolis, 23 de fevereiro de 1942) foi um escritor, romancista, poeta, dramaturgo, jornalista e biógrafo austríaco de origem judaica. A partir da década de 1920 e até sua morte foi um dos escritores mais famosos e vendidos do mundo.Apaixonado pelas literaturas inglesa e francesa, o escritor traduziu para o alemão obras de Keats, Morris, Yeats, Verlaine e Baudelaire. Seu círculo de amizades incluía Rimbaud, Romain Rolland, Rainer Maria Rilke, Thomas Mann e Sigmund Freud, com o qual se correspondeu entre 1908 e 1939.

Zweig foi um militante pacifista, defendendo a unificação da Europa como solução para os problemas do continente.

Suicidou-se durante seu exílio no Brasil, deprimido com a expansão da barbárie nazi pela Europa, durante a Segunda Guerra Mundial.A casa onde o casal cometeu suicídio é, hoje, um centro cultural dedicado à vida e à obra de Stefan Zweig.

WAGNER

Wagner

Wilhelm Richard Wagner (Leipzig, 22 de maio de 1813Veneza, 13 de fevereiro de 1883) foi um maestro, compositor, diretor de teatro e ensaista alemão, primeiramente conhecido por suas óperas (ou “dramas musicais”, como ele posteriormente chamou). Por não gostar da maioria das outras óperas de compositores, Wagner escreveu simultaneamente a música e libreto, para todos os seus trabalhos.

A sua ópera Tristan und Isolde é algumas vezes descrita como um marco do início da música moderna. A influência de Wagner vai além da música, é também sentida na filosofia, literatura, artes visuais e teatro. Ele teve a sua própria casa de ópera, o Bayreuth Festspielhaus que se transformou na época Hitleriana num poderoso centro de propaganda nazi. A sua extensa obra sobre música, drama e política tem atraído extensas críticas, especialmente onde existe o conteúdo anti-semita.

TAMARA DE LEMPIKA

Tâmara de Lempicka

Tamara de Lempicka, nascida Maria Górska, (Varsóvia, 16 de maio de 1898Cuernavaca, 18 de março de 1980) foi uma notável pintora art déco polaca. Nascida numa família abastada da Polónia, o seu pai era advogado . Em 1916 casou-se como o advogado Tadeusz Łempicki (1888-1951) em São Petersburgo, Rússia.

Durante a Revolução Russa em 1917 , o seu marido foi preso pelos bolcheviques, mas  com intervenção da jovem esposa – foi libertado pouco tempo depois.

Após o episódio o casal transferiu-se para Paris, onde Maria adotou o nome “Tamara de Lempicka” e estudou sob a tutoria de Maurice Denis e André Lhote. Com um talento natural, progrediu rapidamente e, por volta de 1923, já expunha o seu trabalho em importantes galerias. Tamara desenvolveu um estilo único e ousado (definido por alguns como “cubismo suave”), que resumia as ideias do modernismo de vanguarda da art déco.

Tamara foi também uma notável figura boémia parisiense, tendo conhecido  Pablo Picasso e Jean Cocteau entre outros. Famosa pela beleza física, era abertamente bissexual e os seus casos com homens e mulheres causavam escândalo na época.

Leave a Reply