COLECTIVO ROOSEVELT – TRÊS DIAS DE JEJUM FRENTE À ASSEMBLEIA NACIONAL FRANCESA

logo-roosevelt2012

Três dias de jejum em frente à Assembleia Nacional

A 4 dias da Conferência social, Pierre Larrouturou e militantes do colectivo Roosevelt começaram esta segunda-feira um jejum de três dias em frente à Assembleia Nacional. O seu objectivo é duplo: alertar e agrupar .

Estamos todos convencidos de que não estamos a viver uma recessão banal, mas sim uma crise de civilização que pode conduzir à barbárie se os nossos dirigentes continuam a deixar a situação apodrecer. Mas como provocar uma tomada de consciência desse perigo? Como fazer “a insurreição das consciências”  de que falava Edgar Morin e Stéphane Hessel na criação do colectivo?

Naturalmente, a nossa acção permite fazer avançar as nossas ideias: desde há um ano, juntos, não nos poupamos a nenhum esforço. Todos, na medida das nossas possibilidades, temos participado na divulgação das propostas do colectivo, quer seja  junto dos nossos familiares, dos nossos eleitos, a escrever, a organizar encontros, e a participar em manifestações, etc. Mês após mês,  há grupos a constituírem-se por toda a França e na Europa. Desde há mais de um mês, estamos à frente da Assembleia Nacional todas as terças-feiras e semanalmente, há dezenas de cidadãos e alguns “leaders de opinião” a descobrirem  as nossas ideias… Sem qualquer dúvida, as nossas ideias avançam. Mas elas não avançam muito rapidamente e acima de tudo, no momento actual, o governo e os parceiros sociais ignoram-nos!

Para alertar o maior número possível, para colocar o máximo de visibilidade sobre as nossas ideias, três membros do colectivo iniciaram, pois, na segunda-feira um jejum de alerta e de interpelação perante a Assembleia Nacional. A poucos dias da abertura da Conferência social de 20 e 21 de Junho, eles exortam os parceiros sociais e os parlamentares a olhar a verdade de frente e a ter a coragem de imediatamente discutir essas soluções .

O seu objectivo é simples: numa sociedade em que as suas elites se resignam face ao desemprego e à precariedade, eles querem fazer disparar o sinal de alarme e mostrar que há soluções concretas. Numa sociedade que corre o risco de se tornar cada vez mais violenta, eles querem mostrar que nos podemos interrogar, questionar, de forma  não-violenta e convidar todos os eleitos para o diálogo. Numa sociedade onde progride “o salve-se quem puder” e o ” está tudo podre”, eles querem mostrar que existe um movimento que já  reúne 100.000 cidadãos a actuarem em conjunto juntos para o comum bom.

Várias personalidades já lhes deram o seu apoio: Christiane Hessel e Patrick Viveret virão, pois, ter com eles na quarta-feira à tarde. Se também desejar apoiá-los, podem-se juntar a eles, na Praça Edouard Herriot a partir de agora até quarta-feira à noite, ou mostre  o seu apoio nas redes sociais:

 Facebook, (https://www.facebook.com/Roosevelt2012.community)

Twitter (https://twitter.com/_Roosevelt2012)

Nouvelle Donne, (reseau.nouvelledonne.fr/‎

ou juntarem-se à acção deles preenchendo o formulário seguinte on-line.

Primeiro

Que se obtém no link: www.roosevelt2012.fr

Pelo Colectivo Roosevelt ,

Clémence e Benjamin

Leave a Reply