PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – BOLSEIROS – FCT RECUA PERANTE CONTESTAÇÃO

banner_pi_bolseiros

Agosto 7, 2013

A FCT recuou ontem, dia 6 de Agosto, num dos critérios de exclusão de candidatos aos concursos de bolsas individuais de doutoramento, pós doutoramento e Investigador FCT, amplamente contestados, e que se prendia com a necessidade de obtenção do grau académico anterior até ao dia 19 de Setembro. Esta medida excluía os candidatos que, com a tardia abertura dos concursos, durante o mês de Agosto não conseguiriam agendar as defesas até essa data prevista. Ontem em comunicado a FCT divulgou que afinal, a obtenção do grau podia ser feita até 31 de Dezembro de 2013, recuando relativamente ao critério inicial, que aliás nunca tinha sido introduzido em concursos anteriores, e seria apenas um modo de diminuir o número de candidatos a bolsa, aumentando a taxa de atribuição de bolsas como forma de esconder o corte dramático no número de bolsas a concurso efectuado este ano.

_FCT_V_color_4d94fcab60701

Mas o processo está longe de ser transparente.

Depois da ausência de informação, nos atrasos no lançamento de concursos, nas informações tiradas a ferros (leia-se com concentrações e acções de contestação à porta da FCT), da imposição de novos “falsos” critérios, continua-se sem saber a composição dos painéis de avaliação dos candidatos (que como é do conhecimento, influenciam determinante a selecção dos mesmos) e ainda que estratégia está em curso para a Investigação em Portugal.

Não queremos Ciência às escuras, não queremos Ciência só para as elites ou para a Indústria. Queremos Ciência competitiva sim, mas para isso precisamos de solidez no financiamento e investimento intelectual que não se cinja às áreas científicas “da moda”. Precisamos de dar estabilidade aos Investigadores para que não optem pela emigração, estabilidade aos Laboratórios e centros de investigação para que não fiquem apenas a aguentar os parcos recursos que ainda têm.

Lutemos pela Investigação e pelos Investigadores.

Leave a Reply