IELT – DOUTORAMENTO: ANTROPOLOGIA – POLÍTICAS E IMAGENS DA CULTURA E MUSEOLOGIA

972

Setembro 2013

O programa é promovido conjuntamente pela FCSH/NOVA e pelo ISCTE-IUL, em articulação com três centros de investigação – CRIA, INET/FCSH-NOVA e IELT/FCSH-NOVA.

Coordenadora:  Prof.ª Doutora Nélia Dias – ISCTE-IUL

Director do Programa e Comissão Directiva

O diretor do programa tem as seguintes atribuições:
1. Coordenar a Comissão Diretiva do programa;
2. Garantir o bom funcionamento do programa em todos os assuntos científicos;
3. Garantir o bom funcionamento do programa em questões pedagógicas;
4. Garantir o bom funcionamento do programa em matéria de organização.
5. Representar o programa em todas as iniciativas relacionadas com programas de doutoramento a nível institucional;
6. Responder a qualquer questão relacionada com o funcionamento do curso, mediante solicitação pela FCT ou pelas entidades gestoras dos FCSH-Nova e ISCTE-IUL;
7. Apresentar propostas para os responsáveis das instituições participantes sobre: ​​Atribuição de pessoal docente aos cursos em cada ano; Constituição de comités para a avaliação de teses e artigos em geral; Mudanças na estrutura curricular; Contratação de pessoal docente; Estabelecimento de protocolos e parcerias com outras instituições.

A Comissão Diretiva do programa inclui o PD, o PI das instituições de I&D envolvidos, e outro membro da equipe de cada instituição participante. A Comissão Diretiva reúne-se a cada dois meses e tem as seguintes atribuições:
1. Monitorar a qualidade científica do programa e sua aplicação efetiva;
2. Organizar o plano anual de atividades do programa (seminários, eventos, mobilidade);
3. Examinar o conteúdo das unidades curriculares, a fim de avaliar a sua qualidade e adequação às finalidades do programa;
4. Nomear tutores/supervisores para os alunos;
5. Aprovar os critérios de supervisão;
6. Emitir recomendações sobre a dotação orçamental.Os alunos elegem um representante para interagir com a Comissão Diretiva, para questões relevantes.
Ao nível pedagógico, a Comissão Diretiva produz um relatório anual sobre o progresso do aluno, com dados objetivos sobre o sucesso dos alunos e no desenvolvimento dos projetos de pesquisa que levam à dissertação.

Comissão Consultiva Externa

Regina Bendix, Professor de Antropologia Cultural/Etnologia Europeia da Universidade de Gottingen, tem uma ampla gama de publicações em património cultural, turismo e folclore. O seu livro In Search of Authenticity: The Formation of Folklore Studies (1997) é um clássico no campo e ela tem recentemente co-editado A Companion to Folklore (2012). Atualmente, coordena Unidade de Pesquisa Interdisciplinar ‘The Constitution of Cultural Property’ financiado pela German Research Foundation.
Maria Laura Cavalcanti, professora do Departamento de Antropologia Cultural da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tem uma longa experiência de ensino em programas de pós-graduação em Sociologia e Antropologia. As suas áreas de pesquisa incluem a cultura popular, o carnaval, rituais, festas e outras formas de cultura expressiva. Ela é autora de vários livros dedicados ao carnaval brasileiro e ela tem escrito extensivamente sobre a história das tradições antropológicas brasileiras em suas relações com o estudo das culturas populares.
Anthony Seeger, professor na Universidade da Califórnia, fez grandes contribuições teóricas no campo da etnomusicologia, som e arquivos audiovisuais, música de autor e defesa cultural. Como Secretário-Geral e Presidente do Conselho Internacional de Música Tradicional (uma ONG com relações com a UNESCO), Seeger foi responsável pela avaliação das candidaturas da UNESCO Masterpieces of the Oral and Intangible Heritage of Humanity, entre 2001 e 2005, um processo que avaliou criticamente. Ele foi ainda diretor do Smithsonian Folkways Recordings na Smithsonian Institution.
Destinatários e ObjectivosO Programa de Doutoramento FCT Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia visa fornecer uma aproximação simultaneamente diversificada e crítica aos processos contemporâneos de produção e reprodução de formas culturais e formar investigadores e profissionais altamente qualificados, com particular foco no Património Cultura Imaterial.

O programa é promovido conjuntamente pela FCSH/NOVA e pelo ISCTE-IUL, em articulação com três centros de investigação – CRIA, INET/FCSH-NOVA e IELT/FCSH-NOVA – com pesquisa consolidada nas áreas da antropologia, etnomusicologia e literaturas tradicionais. Centrado na pesquisa interdisciplinar sobre culturas expressivas, o programa abordará temas como o estudo do ritual e outras performances culturais, a articulação entre património natural e cultural, o papel dos museus e do turismo na objetificação da cultura, a circulação e reescalonamento de expressões culturais e a relação entre formas materiais e imateriais de expressão cultural.

A par da incidência nas práticas culturais e no Património Cultural Imaterial em Portugal, o programa visa também outros contextos de pesquisa em três eixos geográficos: países do Mediterrâneo, Brasil e países africanos de língua oficial portuguesa.

Data de Abertura

Outubro de 2013

Número de Vagas15 vagas e 8 bolsas FCT (4 bolsas nacionais e 4 bolsas mistas)
HoráriosPós-laboral das 18h00 às 22h30 (seminários obrigatórios às sextas-feiras)
CandidaturasPrazo de inscrição no Doutoramento:

1.ª fase: 1 de junho a 5 de Julho.

2.ª fase (vagas sobrantes): 2 a 13 de Setembro.

Prazo de candidaturas às bolsas FCT: até 25 de Setembro de 2013. Mais informações.
Documentos necessáriosDocumentos a entregar no acto da candidatura:

Formulário de candidatura;

– Carta de intenções explicitando os interesses científicos do candidato na área do doutoramento a que concorre e os objectivos de pesquisa (máximo de 2 páginas);

– Currículo Académico, Científico e Profissional;

– Fotocópia do Bilhete de Identidade/Cartão do Cidadão/Passaporte;

– Fotocópia do NIF;

– Fotocópia do Certificado de Habilitações e do Suplemento ao Diploma (quando o houver).
Selecção dos candidatosPodem candidatar-se:

a) titulares do grau de mestre;

b) detentores de um currículo científico, escolar ou profissional reconhecido de mérito relevante na área.

O processo de seleção dos candidatos será realizado pela Comissão Directiva do Programa de acordo com os seguintes critérios:

a) classificações na licenciatura e no mestrado (cotação 40%)

b) currículo científico (cotação 40%)

c) carta de intenções (20%)

d) eventual entrevista

Os candidatos serão seriados de acordo com a pontuação obtida através da aplicação dos critérios acima mencionados.
Plano de EstudosO Programa de Doutoramento está organizado em 8 semestres: a parte lectiva corresponde ao 1º ano do Programa (2 semestres) e totaliza 60 créditos (ECTS). Para completar o 1º ano do Programa, o estudante deve realizar 3 seminários obrigatórios (30 créditos – ECTS), 1 seminário de opção (10 créditos – ECTS) e um Trabalho final (20 créditos – ECTS).

Os seis restantes semestres serão dedicados aos seminários de acompanhamento, workshops e ciclo de conferências e à elaboração da tese de doutoramento (180 créditos – ECTS).

Unidades Curriculares – 1º ano

Problemáticas em Antropologia: Teorias da Cultura e Património – João Leal

Metodologias em Antropologia: Pesquisa em Património Cultural Imaterial – Amélia Frazão Moreira e Jorge Freitas Branco

Políticas e Imagens da Cultura e Museologia – Nélia Dias

1 Seminário Opcional:

Ritual e Performance – Paula Godinho e Paulo Raposo

Antropologia e Turismo – Maria Cardeira da Silva

Etnomusicologia– Salwa Castelo Branco

Literatura Tradicional Oral – Ana Paula Guimarães

Possibilidade de escolha de entre outros seminários oferecidos pela FCSH-NOVA, ISCTE-IUL, CRIA, INET/FCSH-NOVA e IELT/FCSH-NOVA.

Trabalho final

 

2º, 3º e 4º Anos

Seminários de acompanhamento e workshops

Ciclo de conferências

Preparação e redação da tese

Problemáticas em Antropologia:

Teorias da Cultura e Património

Coordenador: João Leal

Cultura e identidade. Formas expressivas da cultura: ritual e performance, literaturas tradicionais orais, música. Perspetivas antropológicas sobre o património. Património Cultural Imaterial: genealogias e formulações. O Património Cultural Imaterial em contextos comparativos. Património Cultural Imaterial: perspetivas críticas e fronteiras fluidas.

Metodologias em Antropologia:

Pesquisa em Património Cultural Imaterial

Coordenadores: Amélia Frazão Moreira e Jorge Freitas Branco

O método etnográfico: formulações clássicas e desafios contemporâneos. Procedimentos metodológicos: recolha, registo, escrita. A vida social dos objetos: entre o material e o imaterial. Processos de inventariação, arquivo e preservação do Património Cultural Imaterial. As listas de bens imateriais inscritos. A preservação de informação: o património digital. Recolhas etnomusicológicas e arquivos sonoros. Pesquisa em literatura oral e o papel dos falantes. Dimensões éticas e propriedade moral e material.

Políticas e Imagens da Cultura e Museologia

Coordenadora: Nélia Dias

A cultura e o património cultural imaterial como recurso económico e político. Património, museu e bens culturais. Património Cultural Imaterial e a noção de paisagem cultural. A diversidade cultural e a diversidade de expressões culturais. O imperativo de preservar como fenómeno cultural: a preservação como valor. Património, propriedade intelectual e material; propriedade e autoria. O património como fenómeno meta-cultural. A canonização do património. Os critical heritage studies.

Seminários opcionais

Ritual e Performance

Coordenadores: Paula Godinho e Paulo Raposo

Ritual, performance e o lugar da cultura popular: questões teórico-metodológicas. Ritual e performance: contextos, processos e agentes. Ritual, performance e património cultural imaterial: questões, problemas e debates. Ritual, paradas, festivais: estudos de caso e contextos comparativos. Patrimonialização, mercantilização, turistificação. Festa, política e as artes da resistência.

Antropologia e Turismo

Coordenadora: Maria Cardeira da Silva

Do turismo e da peregrinação. A produção e organização do lazer. Do turismo e da constituição de sujeitos modernos e das nações. Turismo, colonialismo e pós-colonialismo. Turismo e produção de etnicidades. Turismo e hospitalidade. Trânsitos e tráfegos de emoções: da contemplação às experiências multissensoriais. Turismo, antecipação e comunidades virtuais. Paradoxos do turismo e do desenvolvimento. Do turismo, da natureza, e da biodiversidade. O património como recurso e como atração.

Etnomusicologia

Coordenadora: Salwa Castelo Branco

Primeiro módulo: relação entre música e identidade nas sociedades contemporâneas. Análise da produção etnomusicológica à luz da discussão crítica da noção de “identidade”. A centralidade da música na construção, negociação ou contestação de identidades. Estudos de caso em torno da construção de identidades nacionais e étnicas através da performance da música e da dança em Portugal, Espanha e Moçambique. Segundo módulo: O estudo da voz a partir de uma perspetiva transdisciplinar: a acústica da voz humana; os lamentos enquanto formas interculturais de elocuções liminares: A agentividade e o poder da voz e a relação entre semantismo e vocalidade.

Literatura Tradicional Oral

Coordenadora: Ana Paula Guimarães

Breve introdução ao estudo da literatura tradicional oral. Conceitos: tradicional, oral, popular. Memória, coleções. Géneros: cancioneiros; contos, lendas, fábulas; provérbios, anedotas, orações, adivinhas, rimas infantis. Oralidade, corpo, esquecimento, memória: o corpo da oralidade. Maneiras de falar e maneiras de conhecer. As vozes dos mortos, as vozes dos vivos, as vozes dos seres não-humanos. Oralidades interculturais: falar noutras tramas do sentido.
Propinas1200€ / Ano | Mais informações
DocentesAmélia Frazão Moreira (CRIA/FCSH-NOVA)

Ana Paula Guimarães (IELT/FCSH-NOVA)

António Medeiros (CRIA/ISCTE-IUL)

Clara Saraiva (FCSH-NOVA)

Clara Sarmento (IELT/FCSH-NOVA)

David Picard (CRIA/FCSH-NOVA)

Estèle Amy de la Bretèque (INET/FCSH-NOVA)

Filomena Silvano (FCSH-NOVA)

Francisco Freire (CRIA/FCSH-NOVA)

Francisco Vaz da Silva (IELT/FCSH-NOVA)

Fréderic Vidal (CRIA/ISCTE-IUL)

Humberto Martins (CRIA/UTAD)

Iñigo Sánchez (INET/FCSH-NOVA)

Jean-Yves Durand (CRIA/UM)

João Leal (CRIA/FCSH-NOVA)

João Soeiro de Carvalho (INET/FCSH-NOVA)

Jorge Freitas Branco (ISCTE-IUL)

José Luis Grosso (IELT/FCSH-NOVA)

Luís Silva (CRIA/FCSH-NOVA)

Luísa Roubaud (INET/FCSH-NOVA)

Maria Cardeira da Silva (FCSH-NOVA)

Nélia Dias (CRIA/ISCTE-IUL)

Paula Godinho (IELT/FCSH-NOVA)

Paulo Raposo (ISCTE-IUL)

Rui Vieira Nery (INET/FCSH-NOVA)

Salwa Castelo-Branco ( INET/FCSH-NOVA)

Conferencistas Convidados:

Barbara Kirshenblatt-Gimblett – New York University

Ellen Hertz – Université de Neuchâtel

Sharon Macdonald -The University of York

Colaborações no âmbito do Programa FCT:

Instituto de Ciencias del Patrimonio del Consejo Superior de Investigaciones Cientificas

Labexmed – Maison Méditerranéenne des Sciences de l´Homme (Aix-en-Provence)

Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Contactos:Núcleo de Doutoramentos

Edifício ID – FCSH/UNL
Avenida de Berna, 26 C

E-mail: doutoramentos@fcsh.unl.pt

Tel: 21 790 83 45 ou 21 790 83 00 (geral)

 

Leave a Reply