“QUASE NUAS” – um poema de Adão Cruz

Imagem1

Quase nuas quase silêncio as palavras quase música fendem como lâminas as sombras dos dias ocultos

Quase nuas quase silêncio as palavras quase música dizem a quem as ouve que há sol para lá da chuva

Quase nuas quase silêncio as palavras quase música são água de quem as lê nas entrelinhas da secura

Quase nuas quase silêncio quase cor as palavras quase música dizem a quem as sente que não há forma de ser por fora das palavras nuas

 

Ilustração: Reprodução de um quadro de Adão Cruz

1 Comment

  1. Pois são as “palavras nuas” que expressam as formas dos seres.

    Um caloroso Bravo! para Adão Cruz.

    abraço da

    Rachel Gutiérrez

Leave a Reply