PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – UM PAÍS DE PARTIDA: 57% DOS JOVENS QUER EMIGRAR

nova-lei_banner_blog

10 de Dezembro de 2013 

O regime de austeridade da troika e do governo Passos-Portas está a conseguir destruir o país pela base: depois de se saber que 2012 foi o ano que viu mais pessoas partir desde que há registos, um estudo da seguradora Zurich assinala que entre os jovens até aos 24 anos, mais de metade (57%) quer abandonar o país em busca de emprego e de melhores condições de vida.

emigrar

O estudo foi divulgado pelo Jornal de Notícias de hoje, e informa ainda que 40% da população activa quer também partir do país. De entre todos os países europeus, em particular os sob o regime da troika, está a haver um novo êxodo, quer para o centro da Europa, quer para a América (em particular do Sul). Portugal é no entanto o país europeu onde mais pessoas querem emigrar em busca de oportunidades profissionais e condições de vida dignas.

Considerando o elevadíssimo nível de desemprego, que afecta mais de um milhão e 200 mil pessoas, considerando o elevadíssimo nível de precarização de quem entra no mercado de trabalho e considerando ainda a destruição do tecido produtivo e intelectual (como ficou patente nos dados divulgados este fim de semana no encontro de bolseiros “Fartos de Andar de Bolsa em Bolsa”), a reacção das pessoas perante o ataque permanente do governo e da troika tem sido escolher partir e procurar um futuro em outro lugar. O país avança perigosamente para um rumo de inviabilidade, já que governo e troika promovem a expulsão da sua juventude, dos seus quadros técnicos e da sua riqueza, enquanto encurrala e aprisiona quem trabalha, assim como os pensionistas e reformados. A escolha do regime de austeridade é, mais uma vez, declarar guerra à população do país.

Leave a Reply